Netcracker, subsidiária da NEC, manifesta apoio à Ucrânia na guerra e sai da Rússia


A empresa Netcracker, uma subsidiária do grupo japonês NEC desenvolvedoras de sistemas de suporte e virtualização de funções de rede, emitiu comunicado afirmando que apoia a Ucrânia, defende a paz e está se retirando da Rússia em retaliação à guerra.

PUBLICIDADE

“Temos a obrigação moral de evitar operar em países que abandonaram a paz. Por isso estamos saindo da Rússioa, suspendemos vendas e investimentos no país”, afirma a Netcracker.

A subsidiária tem forte presença na Ucrânia e em outros países do Leste Europeu, e tinha na Rússia. Com o início da guerra, deslocou funcionários da sede ucraniana para países vizinhos. Muitos estão impossibilitados de trabalhar.

“Continuaremos a pagar todos os nossos funcionários ucranianos. Vamos manter contato com eles e dar toda a assistência necessária para sua segurança. Estamos providenciando casa, comida, água e suprimentos para quem ficou no país. E estamos realizando a evacuação, com transporte e acomodação e locais mais seguros para os funcionários e suas famílias que consigam deixar as áreas atingidas”, diz o comunicado.

Segundo a Netcracker, 700 pessoas, entre funcionários e suas famílias, foram retirados das áreas de conflito e estão sendo enviados para Polônia, Hungria, Grécia, Bulgária, Latvia, Áustria, Israel, México, Índia e até aqui para o Brasil.

“Muitos dos nossos colegas ucranianos se tornaram voluntários assim que chegaram suas novas cidades, apesar do status de refugiados. Estamos inspirados por eles. E estamos muito tristes por todas as vítimas inocentes dessa crise”, conclui.

O CEO da NEC Corporation, Takayuki Morita, solidarizou-se com os funcionários da Netcracker e corroborou o acerto das medidas de retirada do maior contingente possível da região e saída do mercado russo.

“Quero expressar minha solidariedade a todos que foram impactado pela crise na Ucrânia e desejar paz, segurança e que a estabilidade seja restaurada na região o quanto antes. Como CEO da NEC Corp, apoio totalmente o comunicado e as ações tomadas pela Netcracker, nossa subsidiária. Parabéns a Andrew Feinberg, CEO da Netckracker, e a seu time, por ajudar e salvaguardar os colegas na Ucrânia”, escreveu Morita.

PUBLICIDADE
Anterior Highline conclui emissão de R$ 1,65 bilhão em debêntures
Próximos Criação da FiBrasil foi eleita principal negócio em telecom da AL em 2021