Associação Neo vai recorrer na Anatel para ingressar no processo da Oi móvel


Depois da Telcomp e Algar terem sido recusadas pela Anatel em ingressar como terceiras interessadas no processo que analisa a compra da Oi Móvel pelas três grandes teles, agora é a vez da Associação Neo também ter recebido não ao seu pleito. E assim como as outras duas corporações, a entidade que representa ISPs vai recorrer da decisão.

PUBLICIDADE

A expectativa é que o conselho diretor reavalie essa participação, tendo em vista que a negativa ocorreu ainda pela área técnica. Nos dois casos anteriores, foram sorteados os conselheiros Vicente Aquino e Moisés Moreira para julgarem os recursos.

Se na Anatel essas entidades e empresa ainda tentam participar da análise do processo, no Cade – órgão antitruste – elas estão sendo consultadas pelos técnicos, pois foram aceitas como terceiras interessadas. A Neo TV já apresentou, inclusive, um estudo formulado pela UFRJ que traz uma análise sobre os impactos no mercado brasileiro de eliminação de um competidor no mercado de telefonia móvel.

O novo presidente do Cade, Alexandre Macedo, em entrevista ao jornal Brazil Journal disse que é natural a concentração do mercado de telecomunicações em três operadoras de telefonia móvel, o que está sendo contestado pelas recorrentes.

Anterior Segunda etapa do Open Banking é adiada
Próximos Biden ainda não tem maioria na FCC para implantar regras de neutralidade de rede