Nelson Saito reassume presidência do FTTH Council Americas na América Latina


nelson saito furukawa ftth councilO FTTH Council Americas LATAM Chapter renomeou o brasileiro e especialista em tecnologias ópticas Nelson Saito à presidência da entidade. Ele reassume o cargo após sete anos de atuação na diretoria dos comitês de Relações Públicas, Tecnologia e Finanças. Saito assume a posição de Gilberto Guitarte,  que passará para a função de Finanças.

Os demais diretores na América Latina, eleitos para o período 2015/2016 são: Lisa Poe – Marketing; Reinaldo Jeronymo – Regulatório; Hector Moreno – Tecnologia; Rogério Lopes – Relações com a Mídia; Heather Gold – Presidente FTTH Américas e Kevin Morgan – Chairman do FTTH Américas.

Saito é gerente geral de Engenharia de Sistemas da Furukawa. Como presidente do LATAM Chapter, dará continuidade ao projeto de atração de novas empresas-membro. Também vai promover a capacitação profissional em instalação de redes óticas em todos os países latino-americanos. Entre as atividades orientadas pelo novo presidente estão os Cursos de Tecnologia FTTH. A próxima data do curso para o mercado brasileiro acontece de 11 a 14 de agosto, em São Paulo (SP).

PUBLICIDADE

Pesquisa
A eleição que nomeou Saito como presidente ocorreu há duas semanas, no Chile, durante a 6ª Conferência Anual LATAM – FTTH Council Americas, o principal evento da entidade que neste ano foi realizado em Santiago. Durante o evento foi divulgado um estudo de mercado (em parceria com o IDATE) com os principais países da América Latina e Região do Caribe, com projeções até o ano de 2019.

“O estudo apontou que o FTTH (a fibra até a residência) na América Latina alcançou 2,66 milhões de Assinantes e 15 milhões de Casas Passadas em dezembro de 2014, com taxas de crescimento, comparadas a dezembro de 2013, de +57% entre os assinantes e +46% entre as residências atendidas. A previsão para FTTH na América Latina aponta de aproximadamente 10,5 milhões de Assinantes para 56 milhões de Casas Passadas em 2019, abrangendo 19 países na região CALA (Caribe América Latina)”, informa Saito.

No evento, a entidade também emitiu um documento de Referencia Técnica e Melhores Práticas que assegura a qualidade dos produtos aplicados às redes FTTx. “A documentação é orientada pelo comitê para as empresas-membro e operadoras de Telecomunicações que estão empregando a tecnologia FTTH para a rede de acesso, que hoje conta com 69 associadas em toda a Região. Na análise, o comitê observa principalmente a relação ‘Produtos versus Normas” (IEC – EUROPA; TELCORDIA/USA; ANATEL/BRASIL). Com isso, as empresas usuárias estarão auxiliando no combate ao mercado Cinza”, conclui Nelson Saito.

Anterior Plano da QMC é investir mais de US$ 50 milhões no Brasil
Próximos Senado aprova PEC do Comércio Eletrônico