Na China, Nokia acompanha crescimento de concorrentes locais


A Nokia está vislumbrando a emergência de pequenos concorrentes locais no mercado Chinês, que estariam, de acordo com a empresa, ocupando um lugar deixado pela Motorola. O diretor das operações da Nokia na China, Colin Giles, disse que “ano passado a Motorola foi agressiva, mas este não. Atualmente estamos vendo empresas chinesas aproveitando essa oportunidade.” …

A Nokia está vislumbrando a emergência de pequenos concorrentes locais no mercado Chinês, que estariam, de acordo com a empresa, ocupando um lugar deixado pela Motorola. O diretor das operações da Nokia na China, Colin Giles, disse que “ano passado a Motorola foi agressiva, mas este não. Atualmente estamos vendo empresas chinesas aproveitando essa oportunidade.” Ele acrescentou que os maiores desafios da empresa no mercado chinês são a crescente competição e as tecnologias 3G.

A Nokia se beneficiou de uma entrada precoce nos mercados emergentes, incluindo a China, devido, em grande parte, ao seu sistema de distribuição. A fabricante possui uma rede de 40 distribuidores regionais na China, que fornecem celulares em todo o país. A Motorola, segunda maior fabricante de aparelhos celulares do mundo, atrás da Nokia, sofreu os efeitos das quedas nos preços dos terminais, após tentar manter sua participação de mercado em meio à competição crescente dos mercados emergentes e da Nokia, que lidera o segmento de aparelhos mais baratos. (Da Redação, com noticiário internacional)

PUBLICIDADE
Anterior IM será principal ferramenta de comunicação das empresas, diz Gartner
Próximos Como as redes Wireless Mesh ajudam a inclusão digital