Na América Latina, aumenta a pirataria de conteúdos ao vivo


À medida que o acesso à banda larga se expande no Brasil e demais países da América Latina, o perfil da pirataria de conteúdo audiovisual muda. Segundo o Ygor Valério, deixa de ser uma pirataria de conteúdo estático (filmes, por exemplo), e migra para programas ao vivo, afetando diretamente os programadores e distribuidores da região.

PUBLICIDADE
Anterior Redmi 9 começa a ser vendido no Brasil por R$ 1.899
Próximos Brasil é país da América Latina com melhor internet fixa para jogos online