Mundo terá 1 bilhão de assinantes na banda larga fixa em 2019


A empresa de pesquisa de mercado Infonetics Research lançou  um relatório sobre o estado da banda larga fixa no mundo, projeções para a evolução dessa forma de conexão para os próximos anos. Segundo os dados, até 2019, haverá no planeta 1 bilhão de pessoas que assinam banda larga fixa. Os acesso serão em xDSL, cabo, FTTH ou FTTB+Lan.

Em 2014, o número de assinantes alcançou 733 milhões, após aumento de 8% sobre o ano anterior. “Os provedores de acesso ao redor do mundo continuam ganhando usuários, de maneira sólida”, avalia Jeff Heynen, analista principal para banda larga e TV paga da Infonetics.

Segundo ele, serviços OTT deram novo fôlego ao provimento de acesso veloz fixo. “A indústria da banda larga passou a ser orientada pelo consumidor. Os consumidores salvaram o negócio da banda larga fixa ao aderirem ao Netflix e outros serviços de streaming de vídeo”, analisa.

PUBLICIDADE

Segundo a pesquisa, o DSL continua a tecnologia de acesso mais comum. Mas a maior parte dos novos usuários veio para FTTH e DOCSIS 3.0 (cabo). Os assinantes FTTH aumentarm 22% em 2014 em relação a 2013, atingindo mais de 100 milhões. A região Ásia Pacífico tem 50% dos acessos fixos. China e o sudeste asiático devem manter o ritmo de crescimento, aposta a consultoria. Isso porque a China Telecom é hoje a mair provedora de acesso do mundo.

A Infonetics projeta crescimento composto de 5% ao ano até 2019. Além de China, os país com maior crescimento no setor serão Rússia, Brasil, México, Argentina, Indonésia, Tailândia e Vietnã.

Anterior Minicom confirma espectro de 174 a 216 MHz para a TV aberta
Próximos Anatel confirma restrições à Vivendi na Telefônica Brasil