Mulheres consomem mais vídeos online que homens, indica Kantar


Mulheres são principais consumidoras de vídeo online no Brasil - foto: divulgação
Mulheres são principais consumidoras de vídeo online no Brasil – foto: divulgação

Estudo da Kantar IBOPE Media indica que as mulheres, com índice de 54,1%, foram as que mais consumiram vídeos online no Brasil, entre os dias 5 e 11 de dezembro. A consultoria informa também que, no levantamento sobre o consumo deste tipo de conteúdo no país, a faixa etária predominante (26%) está entre 18 e 34 anos.

Estes são alguns dos primeiros dados coletados por meio do Painel 2.0 da Kantar IBOPE Media, via Focal Meter. Trata-se de uma evolução do sistema de medição de audiência da Kantar, que passa a aferir também a audiência de vídeos online.

PUBLICIDADE

Atualmente, o equipamento está instalado em mais de 1.600 domicílios nas 15 regiões metropolitanas que contemplam a aferição auditada de audiência da Kantar IBOPE Media no Brasil.

“Nos próximos meses, os dados sobre consumo de vídeo online estarão disponíveis por meio da solução ‘Video Streaming Report’, que apresentará aos nossos clientes os dados de consumo do vídeo online”, diz Melissa Vogel, CEO da Kantar IBOPE Media Brasil, via assessoria da empresa.

“Nossa meta é ter o Painel 2.0 instalado em 3 mil domicílios até os primeiros meses de 2022, contemplando todo o ecossistema de vídeo no Brasil”, conclui a executiva.

Preferências de consumo

Os dados preliminares obtidos também apontam algumas preferências de consumo. Por exemplo, o dia da semana favorito dos brasileiros para assistir a vídeos online é o domingo, e o dia de menor consumo é a quinta-feira.

Outra informação é que os dispositivos mais usados são Smart TVs (48%) e smartphones (42%), seguidos de computadores (8%) e tablets (2%).

A Kantar também observou que o dispositivo preferido entre os brasileiros muda quando a análise é realizada apenas com base no consumo de SVODs – players financiados majoritariamente por assinaturas, sejam eles nativos digitais ou pertencentes a emissoras. Nesse contexto, a relevância das Smart TVs cresce para 81%. Os celulares aparecem em seguida, com 13%.

Pesquisa recente da Kantar mostra que SmarTV é o dispositivo IoT mais presente nas casas brasileiras.

PUBLICIDADE
Anterior Regras para problemas inexistentes devem ser eliminadas
Próximos Oi foi a operadora que mais perdeu clientes para as rivais no móvel em 2021