Ministros vão a Washington obter informações sobre espionagem eletrônica


O governo brasileiro deve enviar em até dez dias a Washington a missão interministerial que trata das recentes denúncias de espionagem de informações telefônicas e de internet de cidadãos e instituições brasileiras para pedir esclarecimentos ao governo norte-americano, informou nesta quarta-feira (31), O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Tovar Nunes. A comitiva, que inclui representantes dos ministérios das Relações Exteriores, da Defesa, da Justiça e das Comunicações, quer, em uma primeira etapa, conseguir informações de caráter técnico.

“O assunto foi considerado grave, sério. O serviço de inteligência não é ilegal. O que não é legal é a espionagem, quando se faz sem a permissão, invade a soberania, a privacidade, atenta contra o direito dos cidadãos e dos Estados. Isso, sim, é inaceitável”, disse o porta-voz do Itamaraty. O encontro foi proposto à presidente Dilma Rousseff pelo vice-presidente dos EUA, Joe Biden.

As denúncias de espionagem começaram a ser investigadas depois que uma reportagem publicada pelo jornal O Globo revelou que as comunicações do Brasil estavam entre os focos prioritários de monitoramento pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos.(Da redação, com Agência Brasil)

PUBLICIDADE
Anterior Reestruturação de atuação da Intelig vai direciona-la para clientes rentáveis
Próximos Eutelsat anuncia aquisição da Satmex