Ministério da Economia reduz número máximo de funcionários do Serpro


O Ministério da Economia editou hoje, 25, a portaria 6.042/21, que limita a 8.309 o quadro de funcionários do Serpro, o Serviço Federal de Processamento de Dados.

PUBLICIDADE

Segundo a estatal, a medida não vai prejudicar os trabalhos e foi planejada, em função da troca de pessoal concursado para os cargos de auxiliares por terceirizados. A conta da redução inclui pessoal que aderiu a plano de demissão voluntária, realizado ao longo de 2020 e começo de 2021, e funcionários que se aposentaram.

Do total, a empresa pode ter 7.719 pessoas no quadro permanente e 590 do quadro temporário de anistiados – funcionários demitidos ilegalmente no começo dos anos 1990 pelo governo Collor, e que foram reintegrados à empresa após decisão da Justiça.

Em comparação com o quadro funcional de 2019, houve redução em 838 vagas. “Os números apontam uma redução na quantidade cargos autorizados no quadro da empresa total da empresa, mas não afetará a rotina produtiva uma vez que os ocupantes já foram desligados anteriormente por programa de demissão voluntária. Hoje, temos 7.997 cargos ocupados”, afirma em nota ao Tele.Síntese a estatal.

O Serpro está na lista das estatais que podem ser privatizadas até o final de 2022. Figura ao lado de Dataprev, Telebras, Correios e EBC.

Anterior 5G vai acabar com falta de internet em condomínios verticais, avalia Minicom
Próximos Custo do espectro 5G deve levar em conta outros setores, diz presidente da Conexis