Minicom apresenta padrão digital de rádio para o Planalto em setembro


Em setembro, o Minicom deverá apresentar à Casal Civil o relatório final com a escolha do padrão de transmissão digital para o rádio. A informação foi divulgada hoje pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, após reunião do comitê de rádio digital com a indústria e radiodifusores para assistir exposição dos representantes do padrão americano (IBOC). …

Em setembro, o Minicom deverá apresentar à Casal Civil o relatório final com a escolha do padrão de transmissão digital para o rádio. A informação foi divulgada hoje pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, após reunião do comitê de rádio digital com a indústria e radiodifusores para assistir exposição dos representantes do padrão americano (IBOC). Em duas semanas, acontecerá novo encontro com os representantes do padrão europeu (DRM).

PUBLICIDADE

Para concluir o relatório do Minicom, o ministro disse que antes precisa ser fechado o procedimento da consulta pública da Anatel, receber a avaliação da agência e os relatórios das emissoras de rádio. Segundo Costa, a proposta do sistema híbrido é a opção mais razoável para atender a digitalização do rádio, ou seja, adotar um padrão para FM e AM e outro padrão para atender as ondas curtas.

Costa ressaltou que vai propor ao presidente da República, por solicitação dos empresários do setor, uma desoneração fiscal para baratear o preço do rádio digital.  “A carga tributária representa 35% do preço do rádio ”, afirmou. De acordo com o ministro, a fabricação dos receptores vai custar na faixa de R$ 60,00 a R$ 70,00 já adaptados para receber simultaneamente sinais analógicos e digitais em AM e FM.

Na visão do ministro, a data para iniciar de fato a transição está mais associada ao processo industrial do que às próprias transmissões. “Ninguém vai fabricar o receptor enquanto não tiver um decisão do governo sobre o sistema que vai ser adotado”, enfatizou.

Abert

O presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Daniel Slavieiro, acredita que a questão do padrão do rádio digital já está madura para a decisão. “Para o sistema AM e FM, o único padrão disponível no mundo é o IBOC e para ondas curtas é o padrão DRM”, afirmou.   

Anterior Negócios embaralhados no mundo das redes digitais
Próximos MCT tem R$ 461 milhões para financiar projetos estratégicos