Microsoft cria fundo para conectar populações sem acesso à web


A Microsoft vai financiar empresas e provedores de acesso que promovam o acesso à web de populações atualmente desconectadas com novas tecnologias, de baixo custo. A companhia abriu nesta segunda-feira, 16, as inscrições para os interessados, de qualquer parte do planeta, participarem.

Segundo a empresa, os selecionados vão receber US$ 75 mil e, em alguns casos, tutoria e auxílio técnico. O dinheiro virá de um fundo criado pela Microsoft com a finalidade de promover a inclusão digital, colocando na internet 4 bilhões de pessoas que ainda não acessam a rede. O programa foi batizado de Iniciativa de Conexão Acessível.

“Reduzir a desigualdade digital é mais possível do que se imagina graças a tecnologias já existentes, e de baixo custo, disponíveis em diversas partes do undo. Com o fundo, esperamos incentivar processos empreendedores e identificar ideias promissoras que podemos ajudar a amadurecer, crescer e ganhar escala”, diz Peggy Johnson, vice-presidente executiva de desenvolvimento de negócios da multinacional. O valor total do fundo não foi revelado, nem quantas ideias serão incentivadas.

PUBLICIDADE

As ideias selecionadas deverão, preferivelmente, promover o acesso pago nos rincões do planeta. A empresa quer financiar forma de acesso baratos, com oferta de serviços em nuvem e que usem novos mecanismos de pagamento que sejam, porém, adequados aos gastos de pessoas de baixa rende e pequenos negócios em mercados pouco desenvolvidos. As inscrições vão até 15 de janeiro. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Positivo lança novo computador dois em um
Próximos Operadoras terão receita líquida estagnada este ano, prevê banco