Microsoft apoia o projeto Máscara+Renda


A Microsoft é uma das empresas co-parceiras do projeto Máscara + Renda, que visa gerar renda para mulheres de regiões em situação de vulnerabilidade social no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus. Idealizado pela Fundação Vale e pela Rede Asta, o projeto já selecionou costureiras e artesãs de diferentes partes do país para produzir e distribuir gratuitamente máscaras de proteção e receberem até R$ 900 por mês pelo serviço. Em três meses, cada mulher vai produzir e doar 1.500 máscaras para organizações sociais sugeridas pelas próprias costureiras. Essas entidades distribuirão os itens para aqueles que mais precisam, incentivando o uso de máscaras e disseminando a cultura da prevenção.

A iniciativa contou com um investimento inicial de R$ 5,5 milhões da Fundação Vale e da Wheaton Precious Metals e está sendo ampliada com a adesão de novos parceiros. Por meio da articulação com outras empresas e da construção de uma Rede de Investidores Sociais, a meta do projeto é alcançar a marca de R$ 11 milhões, 3 milhões de máscaras produzidas e duas mil mulheres beneficiadas.

PUBLICIDADE

Para auxiliar a Rede Asta no acompanhamento da produção de máscaras pelas costureiras e artesãs, o projeto conta com o Dynamics 365, plataforma tecnológica de aplicações de negócios disponibilizado gratuitamente pela Microsoft para o projeto e também com a doação de um portal de aplicação Web, desenvolvido pelo Instituto ELDORADO. A tecnologia, oferecida gratuitamente, tem sido uma peça fundamental para otimizar o gerenciamento das atividades e o controle de pagamentos das profissionais beneficiadas pela iniciativa, já que permite obter informações detalhadas sobre o aproveitamento do potencial de cada atividade e uma melhor avaliação do processo como um todo.

“Estamos muito orgulhosos por fazer uma parceria com um projeto tão transformador como o Máscara + Renda e contribuir com a nossa tecnologia para modernizar e tornar sua gestão eficaz. Iniciativas como essa são essenciais para promover impacto econômico e social, especialmente para aqueles que mais precisam”, afirma Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil.

“A Rede Asta nasceu para fazer com que mulheres artesãs e costureiras pudessem viver dos seus negócios, fazendo o que amam. O Máscara + Renda trouxe oportunidade real de renda num momento em que a maioria das mulheres perderam as suas. Uma grande oportunidade em escala de gerar impacto duplo: de renda para mulheres e de proteção para quem mais precisa”, explica Alice Freitas, da Rede Asta.  (assessoria de imprensa)

 

 

Anterior Valor de mercado da Apple chega a US$ 2 trilhões. Novo recorde
Próximos Comprador da Sercomtel vai pagar R$ 4 milhões aos acionistas atuais da estatal