PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Internet

Meta anuncia algoritmo para IA

A Meta anunciou o algoritmo para nova IA chamado LLaMA. A ferramenta visa dominar mercado do setor de Inteligência artificial.

Buscando concorrer com bases de dados já consolidadas e difundidas no mercado de inteligência artificial (IA), a Meta anunciou hoje, 24, o lançamento de seu novo algoritmo de IA chamado de LLaMA (Large Language Model Meta AI).

“A LLaMA tem se mostrado promissora em gerar textos, conversações, resumindo materiais escritos, e em tarefas mais complicadas, como resolver teoremas matemáticos e predições da estrutura de proteínas. Nós disponibilizaremos nosso novo modelo para a comunidade de pesquisa de inteligência artificial”, disse Mark Zuckerberg em seu Faccebook sobre a IA. 

Com menos terabytes ocupados, a Meta garante que o LLaMA necessite de um poder de processamento inferior a outros algoritmos do mercado. Disponibilizando a novidade em diversos tamanhos, os parâmetros presentes na base de dados do LLaMA variam de 7 bilhões — para máquinas menos potentes de estudastes — aos 65 bilhões de critérios. 

Segundo a empresa, mesmo com a limitação de fatores, os algoritmos menores seguem as diretrizes de práticas responsáveis de desenvolvimento de inteligência artificial proposta pela empresa, a fim de evitar que o novo algoritmo seja utilizado para fins tóxicos ou de desinformação. 

Para garantir a segurança, a Meta armou o algoritmo com até 1,4 trilhão de tokens que limitam possíveis utilizações da ferramenta para fins não aprovados pela empresa. Versões maiores, como a LLaMA 65B e LLaMA 33B, contam com a precaução total da empresa. Já versões menores, como a LLaMA 7B, foram programadas com 1 trilhão de tokens de proteção. 

No momento, 20 linguas foram contempladas na programação do algoritmo. Sendo o critério de escolha a população falante de cada idioma e a utilização dos alfabetos latino e cirílico. A empresa também afirmou que ainda são necessários ajustes, contudo a LLaMA apresentou melhores resultados que concorrentes em testes averiguando o uso de linguagem inadequada, alega.

* Ettory Jacob é estagiário de jornalismo da Momento Editorial.

 

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS