PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Mercado DMI

Mercado projeta 14ª queda da inflação este ano

A nova projeção é de que o IPCA caia para 5,74% neste ano, mas ainda está acima da meta que deve ser perseguida pelo Banco Central, de 3,5%
Mercado projeta queda da inflação - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O mercado financeiro prevê mais uma queda da inflação este ano. Conforme o boletim Focus de hoje, 3, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA),  a inflação oficial do país, a nova projeção é de que o IPCA caia para 5,74% neste ano. Essa é a 14ª queda da inflação projetada consecutiva. Já para 2023, a estimativa de inflação permaneceu em 5%. Para 2024 e 2025, as previsões são de inflação em 3,5% e 3%, respectivamente.

A previsão apontada para o ano ainda está acima da meta que deve ser perseguida pelo Banco Central, de 3,5%, definida pelo Conselho Monetário Nacional. Considerando-se o intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, os limites queixas o “alvo” entre 2% e 5%.

Com relação estimativa para a taxa básica de juros, a Selic, a previsão foi mantida no patamar de 13,75% para 2022. Para o fim de 2023, a estimativa é de que a taxa básica caia para 11,25% ao ano. Já para 2024 e 2025, a previsão é de Selic em 8% ao ano e 7,75% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas também podem dificultar a expansão da economia.

Além da Selic, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

PIB

Outra pequena melhoria esperada pelas instituições financeiras consultadas pelo BC é de elevação no crescimento da economia brasileira. A projeção é de que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 2,70% (contra 2,67% indicados no Focus da semana passada) neste ano. Para 2023, a expectativa é de crescimento de 0,53%. Já em 2024 e 2025, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 1,70% e 2%, respectivamente.

Em relação ao câmbio, a previsão do boletim desta semana é de que o dólar seja cotado a R$ 5,20 ao final de 2022 e 2023. Para 2024 e 2025 a previsão é de que a moeda americana chegue a R$ 5,10 e R$ 5,15, respectivamente.

(com agências).

 

 

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado