Mercado mundial de PCs encolhe 11,8%


As demissões na Microsoft podem significar uma tentativa da companhia em se antever a um faturamento muito menor do que o esperado para quando o seu novos sistema operacional, o Windows 10, for lançado, no dia 29 deste mês. Isso porque, segundo a consultoria IDC, o mercado de computadores neste ano já registra uma retração de 11,8% no semestre, em relação ao mesmo período do ano passado. Todas as principais fabricantes registraram vendas mais baixas. A única exceção foi a Apple.

De acordo com a consultoria, a diminuição em vedas tem duas componentes. A primeira diz respeito ao fim da era Windows XP. Ano passado a Microsoft encerrou o suporte ao seu sistema operacional mais popular, o que fez crescer as vendas de equipamentos para a substituição de parques instalados. Ao mesmo tempo, a empresa anunciou exaustivamente o lançamento da nova plataforma Windows, o que fez o varejo, já com grandes estoques, comprar menos, com medo de ficar com mais máquinas encalhadas a partir da metade deste ano. Para piorar, a valorização do dólar em relação às principais moedas do mundos, como o Yuan, da China, ou o Euro, impactou a receita das fabricantes, pois aumentou o preço dos produtos em muitos países.

“Embora a queda em remessas [vendas dos fabricantes ao varejo ou consumidor final] tenha sido significativa, acima do previsto, o resultado se encaixa em nossas expectativas”, observa Loren Loverde, vice-presidente da IDC responsável pela pesquisa sobre o mercado mundial de computadores. Segundo ela, as vendas devem continuar fracas, em todo o mundo, ao longo de todo o segundo semestre de 2015.

PUBLICIDADE

“Acreditamos que o lançamento do Windows 10 corra bem, mas achamos que muitos usuários vão preferir migrar para um sistema operacional livre e gratuito a comprar um novo PC”, diz. Para a IDC, há canibalização nas vendas, já que os notebooks e desktops estão tendo que competir com tablets 2 em 1 e até com a alta capacidade dos novos smartphones. “Mas o principal entrave atualmente ainda é o cenário econômico, que deve se estabilizar e melhorar nos próximos meses”, comenta Loren. O cenário mostra queda nas vendas de 3,3% nos Estados Unidos nos seis primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período de 2014. Abaixo, veja os resultados das principais fabricantes de PCs no semestre.

No Brasil, o freio nas vendas no primeiro trimestre ficou em 20%, e se deu de forma contínua, após retração vista já em 2014 nos mesmos meses. O levantamento dos dados para o segundo trimestre no país ainda não foi concluído.

Fabricante

Remessas
2T15
(em milhares)

Market
Share no
período

Remessas
2T14
(em milhares)

Market
Share no
período

Crescimento /
Retração 

1. Lenovo

13.444

20.3%

14.535

19.4%

-7,5%

2. HP

12.253

18.5%

13.675

18.2%

-10,4%

3. Dell

9.560

14.5%

10.466

14.0%

-8,7%

4. Apple

5.136

7.8%

4.423

5.9%

16,1%

5. Acer Group

4.334

6.6%

5.932

7.9%

-26,9%

5. ASUS

4.330

6.5%

4.693

6.3%

-7,7%

Others

17.082

25.8%

21.274

28.4%

-19,7%

Total

66.140

100%

74.998

100%

-11,8%

 

Anterior Telebras vai investir R$ 240 milhões em redes metropolitanas
Próximos Cade abre investigação contra cartel de empresas de informática