Mercado de telecom na Iberoamérica cresce 3,5% no 4T16


Estudo da Organização de Telecomunicações da Iberoamérica relativo ao quarto trimestre de 2016 mostra que os serviços de telecomunicações na região tiveram um crescimento em dólares constantes de 3,5% quando comparado com o desempenho de igual período do ano anterior, com receitas totais de US$ 36,7 bilhões. Argentina, México e Chile foram os países que mais contribuíram para esse crescimento.

 

Receitas de telecomunicações na América Latina
(Crescimento anual,%)

Grafico-Ingresos-de-Telecomunicaciones-en-Iberoamerica
Fonte: Unidade de Inteligência Competitiva com informações de órgãos reguladores e operadores – OTI

Já o Brasil, que responde pela maior fatia da receita dos serviços de telefonia fixa, móvel, banda larga e TV por assinatura da região, com 28,9%, teve uma redução em seu desempenho de 1,9%. Pela metodologia de cálculo da entidade, as receitas de telecom brasileiras no 4T16 somaram US$ 10,87 bi, impactadas pela redução de assinantes em todos os serviços à exceção da banda larga fixa.

PUBLICIDADE

Entre os países que mais contribuíram para a melhoria do desempenho dos serviços de telecom na região está a Argentina, com uma expansão das receitas de 35,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Isto se deveu em grande medida ao forte aumento de tarifas da ordem de 25%.

Anterior Marco Civil garante neutralidade, dizem entidades
Próximos Justiça nega adiamento e Oi realiza hoje sua assembleia de credores