Mercado chinês de smartphones encolhe pela primeira vez em seis anos


O mercado de smartphones da China apresentou retração de 4% no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2014. Segundo a consultoria IDC, responsável pelo estudo, essa é a primeira vez que o país registrou vendas menores, na comparação ano a ano, em seis anos. Com relação ao trimestre terminado em dezembro, houve diminuição de 8%.

Entre janeiro e março, foram remetidos ao varejo do país 98,8 milhões de smarpthones. “Este mercado está ficando cada vez mais saturado na China”, diz Kity Fok, diretora operacional da IDC China. Segundo ela, o país é muitas vezes visto como um mercado emergente, mas, em se tratando de smartphones, guarda mais semelhanças com países da Europa e América do Norte. “Assim como nestes mercados, convencer os usuários atuais e os de feature phones a atualizar seus aparelhos será a chave para crescer”, acredita. 

PUBLICIDADE

Mas a retração parece ter afetado menos a Apple que os demais concorrentes. A fabricante foi a companhia que mais vendeu unidades no período (14,5 milhões, 14,7% de market share) graças ao interesse ainda grande pelas telas maiores dos iPhones 6 e 6 Plus. A Xiaomi alcançou o segundo lugar em vendas (13,5 milhões e 13,7%), graças ao sucesso nos segmentos de entrada e intermediário.

A Huawei foi a terceira principal vendedora (11,2 milhões, 11,4%) pelo segundo trimestre seguido, também movida pelo sucesso entre os aparelhos de nível intermediário. A Samsung, que já chegou a liderar em vendas, amargou o quarto lugar (9,6 milhões, 9,7%). A Lenovo, juntamente com sua subsidiária Motorola, ficou em quinto (8,2 milhões, 8,3%).

 

 

PUBLICIDADE
Anterior Claiton Mello assume diretoria na Secretaria de Inclusão Digital
Próximos Fabio Coelho assume vice-presidência da Google Inc.