MCTIC cria grupo de trabalho para responder à CGU por plataforma Aquarius


O Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações publicou hoje, 22, portaria criando um grupo de trabalho para, em 90 dias responder às perguntas da CGU sobre a plataforma Aquarius.

Criada em 2012, em código aberto, a plataforma pretendia contemplar todos os sistemas de informação do Ministério. Em 2015, ela é encerrada por “falta de produto e demandas diferenciadas do Centro Tecnológico do Ministério.

O grupo de trabalho será formado por cinco integrantes, entre eles, da Ouvidoria.

PUBLICIDADE
Anterior Caem reclamações de serviços de telecom na Anatel em novembro
Próximos Recolhimento de pilha e bateria será feito em todos os municípios de SP até 2020