MCTIC altera cronograma da TV digital para acrescentar municípios


Regulamentação TV PagaO ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, publicou, nesta quarta-feira (27), portaria alterando o cronograma de implantação da TV digital. Foram acrescentadas cidades nos grupamentos de municípios de Campina Grande (PB), do Paraná (oeste do estado), Rio Grande do Sul (sul do estado) e Santa Maria (RS).

A mudança estabelece que o encerramento da transmissão da programação analógica nesses municípios ocorrerá até 31 de dezembro de 2018, levando em conta que o desligamento nas cidades incluídas é necessário para a viabilização da implantação das redes de telefonia móvel de quarta geração na faixa de 700 MHz. A alteração foi aprovada pelo Grupo de Implantação da Digitalização (Gired).

Foram acrescentados os municípios de Alagoa Nova, Areal e Esperança no agrupamento de Campina Grande do estado da Paraíba. No grupamento do Paraná foram incluídas as cidades de Arapuã, Barbosa Ferraz, Borrazópolis, Congonhinhas, Farol, Faxinal, Godoy Moreira, Guaraci, Itaguajé, Jaguapitã, Kaloré, Lidianópolis, Lindo Oeste, Lunardelli, Miraselva, Nova Fátima, Primeiro de Maio, Quinta do Sol, Rio Bom, Santa Mariana, Santo Antônio do Paraíso, São Carlos do Ivaí, São João do Ivaí, São Pedro do Ivaí, Tamarana, Tapira e Terra Boa, todas localizadas no oeste do estado.

PUBLICIDADE

No grupamento do Rio Grande do Sul foi incluído o município de Arroio do Padre, localizado no sul do estado. Enquanto que no grupamento de Santa Maria, também do Rio Grande do Sul, foi acrescentado o município de Quevedos.

Nesses novos municípios do cronograma, a informação ao público sobre o desligamento do sinal analógico deve começar a partir desta quinta-feira (28), seguindo o recomendado nos Anexos II e III da Portaria MCTIC nº 2.992, de 2017, que estabelecem as regras referentes à campanha de comunicação obrigatória.

Veja aqui o novo cronograma de implantação da TV digital.

Anterior Estudo da GSMA vê importância das TIC para economia de baixo carbono
Próximos SG do Cade recomenda aprovação da compra da Ebit pela A.C. Nielsen