PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Radiodifusão

MCom instala GT sobre regulamentação da TV 3.0

Grupo de trabalho conta com representantes do setor de radiodifusão, Anatel, Fazenda e MCTI; veja a lista.
MCom instala GT sobre regulamentação da TV 3.0
(Foto: Freepik)

O Ministério das Comunicações (MCom) confirmou nesta terça-feira, 11, a criação do Grupo de Trabalho (GT) que vai discutir a regulamentação da TV 3.0 no Brasil. A instalação do colegiado estava prevista em decreto publicado no início de abril e que estabeleceu um cronograma para a norma. A conclusão está prevista para 31 de dezembro de 2024 .

O GT conta com a participação de representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), das entidades representativas do setor de radiodifusão, do Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (Fórum SBTVD), e de membros indicados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Fazenda.

A análise dos estudos a serem elaborados pelo grupo caberá ao MCom, que preside o GT e apresentará uma proposta à Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT com base nos resultados.

Veja a lista dos integrantes do GT da TV 3.0:

  • Presidente: Wilson Wellisch, secretário de Radiodifusão do MCom;
  • Secretário Executivo: Tawfic Awwad Júnior, diretor do Departamento de Inovação, Regulamentação e Fiscalização
  • Representante da Anatel: Vinícius Caram, superintendente de Outorga e Recursos à Prestação.
  • Representante do MCTI: Guilherme de Paula Correia, coordenador-geral de Tecnologias Digitais
  • Representante do Ministério da Fazenda: Mariana Piccoli Lins Cavalcanti, coordenadora de Regulação e Concorrência
  • Representantes do setor de radiodifusão: Cristiano Lobato Flores, Samir Amando Granja Nobre Maia, Carlos Eduardo Neiva Melo, Emerson José Weirich e Carlos Fini.
  • Representante do Fórum SBTVD: Raymundo Costa Barros.

Debate paralelo

A mesma portaria que determinou a criação de um GT da TV 3.0 no MCom também previu que a Anatel deveria promover estudos sobre a canalização da TV 3.0, o que já foi iniciado.

Após a conclusão dos estudos, caberá à agência reguladora elaborar ações para garantir “estabilidade regulatória, por meio da disponibilidade das faixas de frequências necessárias à evolução do serviço de radiodifusão de sons e imagens e serviços ancilares”, além da “evolução tecnológica” da TV digital no Brasil.

Apesar do GT no MCom ter sido criado apenas nesta semana, o secretário de radiodifusão, Wilson Wellisch, afirmou em evento do setor no mês passado que a pasta já começou os estudos sobre os requisitos técnicos que permitirão a adaptação da tecnologia de televisão digital atual para a TV 3.0

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado