Mais de 60% dos produtores rurais acessam a internet para gestão da propriedade, apura pesquisa


Pesquisa realizada nesse período da pandemia pela Embrapa, Sebrae e Inpe junto a produtores rurais de 556 municípios brasileiros identificou que 84% deles usam pelo menos um aplicativo de comunicação ou rede social, como o Whatsapp ou Facebook e que 70% deles usam a internet para atividades produtivas. Essa pesquisa foi divulgada hoje, 15 de setembro, durante o AGROtic 2020, por Joaci Medeiros, coordenador técnico do Instituto CNA. ” O uso das tecnologias digitais não tem mais volta”, afirmou na Live coordenada por Otavio Celidonio, coordenador do Agrihub Space.

Ainda conforme a pesquisa, o uso do smartphone para fazer ligação de voz é também uma prática cada vez menos comum entre os produtores rurais : 59% dos entrevistados usam o celular para enviar mensagens de texto ou falar via serviços de  mensagem pela internet, como o WhatsApp.

PUBLICIDADE

Mas a adoção de usos mais sofisticados para o apoio ao incremento da produtividade, como aplicativos para controles de pragas, melhorais do solo ou monitoramento climático ainda está distante do interesse do produtor, apontou a consulta.

Conexão

Para Medeiros, embora o uso do celular pelo produtor rural seja uma realidade, a falta de conexão na propriedade rural continua a ser o principal problema da zona rural brasileira. Ele assinalou que o censo de 2017 apurou que das 5 milhões de propriedades rurais brasileiras 72% não têm um único ponto de conexão dentro da propriedade.  E desse percentual, metade dessas propriedades estão concentradas no Nordeste, e em fazendas com menos de 100 hectares. “São os pequenos produtores que estão sem conexão”, salientou.

Ele observou que mais de 195,7 milhões de hectares -0 que equivale ao tamanho de sete países europeus – estão “off line” no Brasil, ou seja, sem qualquer acesso à conexão.

Anterior Huawei mostra benefícios do 5G para o campo
Próximos Claro prepara serviço de TV com pacotes "alternativos"