Lucro da Cisco cai 14% no trimestre


TeleSintese-Grafico-negativo-caindo-queda-baixa-fuga-crise-medo-Fotolia_105807983

A fabricante de equipamentos de rede Cisco divulgou ontem, 16, lucro líquido de US$ 2,4 bilhões no seu quarto trimestre fiscal, encerrado em julho.  Significa um encolhimento de 14% em relação a um ano atrás. As receitas também caíram, 4%, para US$ 12,1 bilhões. Já no ano fiscal, a receita caiu 2%, para US$ 48 bilhões, e o lucro líquido encolheu 11%, para US$ 9,6 bilhões.

Apesar da retração, o CEO da empresa, Chuck Robbins, insistiu que os números foram bons. “Tivemos um trimestre forte e um ano transformador. Fizemos um progresso tremendo em direcionar nossos negócios para software e obtendo receita recorrente”, afirmou.

PUBLICIDADE

A venda de equipamentos da companhia caiu 5%, enquanto a receita com serviços subiu 1%. Do total faturado pela companhia, 31% veio de contratos recorrentes.

Quantos às divisões, a Cisco encolheu em vendas de roteadores e switches, em sistemas de provimento de vídeo, data center e colaboração. Cresceu em redes sem fio e segurança.

Como será 2018

O ano fiscal de 2018 da Cisco começou neste mês de agosto. Até o final de julho de 2018, a empresa estima ainda uma queda entre 3% e 1% da receita total, embora consiga aumentar a margem bruta para 63% a 64% (atualmente, é de 62%.

A empresa lembra que já haverá, neste ano, o impacto nas contas da aquisição das empresas MindMeld, Viptela, Saggezza e Observable Networks. As duas últimas tiveram as operações de compra concluídas este mês, e as duas primeiras, em julho.

Anterior Governo pode escolher entre criar 21 mil empregos ou fechar 83 mil vagas no setor de TI, diz Brasscom
Próximos Redução do Fistel para antenas de satélite já tem projeto de lei