Lucro da China Mobile cai por demanda menor de voz e SMS


A China Mobile registrou queda nos lucros na primeira metade deste ano. A empresa ganhou US$ 9,38 bilhões, 8,5% menos que nos seis meses iniciais de 2013. O motivo foi redução da demanda por voz, área cuja receita caiu 5,3%, e SMS/MMS, que encolheu 13%. Ainda assim, a receita total da companhia cresceu 7,1%, para US$ 52,7 bilhões.

A perda com os serviços tradicionais foi compensada pelo forte avanço das receitas com dados, que passaram a representar 24% do faturamento total e cresceram 52% no semestre. A troca de dados pelas redes da companhia aumentou 91%. A receita por usuário (ARPU) foi de US$ 10,4, menor que os US$ 10,73 de um ano antes.

PUBLICIDADE

No semestre, a empresa contabilizou a adição de 61 milhões de conexões, passando a ter 790,6 milhões de clientes. Crescimento de 6,8%. Continua a ser a maior operadora do mundo em número de assinantes. Destes, 14 milhões são 4G. A base dos clientes 4G soma 20 milhões. A empresa possui metas audaciosas de implantação de redes 4G. Metas que vêm impactando positivamente, inclusive, o balanço de fornecedores como Nokia e Ericsson. O EBITDA caiu 4,4% e a margem foi de 17,8% (ante 20,8% no primeiro semestre de 2013).

 

Anterior Nominum quer incentivar marketing digital via DNS
Próximos Anatel mexe em edital de 700 MHz para atender TCU