Logicalis muda o comando na América Latina


Logicalis muda liderança da empresa na América Latina

A consultoria Logicalis mexeu na liderança da empresa na América Latina. A nova configuração consiste nos seguintes postos: Ricardo Modica é o novo vice-presidente Executivo Brasil, Marcio Caputo assume como Chief Operations Officer (COO) para América Latina. Rodrigo Parreira, CEO para a América Latina da Logicalis, assume interinamente a condução da região SoLA  (que inclui Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Bolívia e Peru).

PUBLICIDADE

Com essa nova configuração, a empresa terá uma arquitetura “matricial e integrada”, com verticais estratégicas capazes de atender demandas específicas de cada indústria, além de estruturas horizontais responsáveis pelo portfólio de soluções de negócios, que incluem Hybrid Cloud, Data, Analytics & IoT, Information Security, Networking & Mobility, Digital Workplace e Service Providers architectures.

“Essa evolução no nosso modelo organizacional reforça o nosso compromisso com o sucesso do cliente frente aos desafios da transformação digital. Na prática, a tradicional divisão entre vendas e entrega dá lugar a uma equipe altamente colaborativa, capaz de fortalecer relações estratégicas e continuadas com nossos clientes”, afirma Parreira.

Na última década, as vendas da empresa cresceram dois dígitos. De acordo com Parreira, a meta é manter o ritmo.

Negócios verticais

Como Vice-presidente Executivo para o Brasil, Modica ficará responsável pela condução dos negócios das verticais. “Queremos responder às demandas específicas de cada indústria. A partir da proximidade com o cliente e do profundo entendimento dos seus desafios de negócio, vamos atuar proativamente e maximizar todo potencial dos portfolios horizontais, desenvolvidos com base nas necessidades que os clientes nos trazem”, destaca Modica, que antes de assumir a nova posição atuava como diretor de Transformação Digital.

A área de Operações de Latam passa a ser comandada por Caputo, responsável por todo portfólio de soluções e pela oferta de serviços gerenciados e consultoria. “A nova estrutura pressupõe um nível muito maior de colaboração entre os times porque os objetivos serão compartilhados. Isso cria uma organização mais ágil, moderna, capaz de manter o ritmo intenso de crescimento, além de promover uma melhor experiência do cliente”, conclui o COO Latam.

PUBLICIDADE
Anterior WTSA decide que UIT não terá russos em cargos de direção
Próximos Para 42% das empresas, metaverso será revolucionário