Linktel firma acordo com a RNP no projeto Nordeste Conectado


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Linktel WiFi firmou uma parceria com a RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa) no projeto Nordeste Conectado, patrocinado pelo Ministério das Comunicações. Nesta parceria, a operadora irá operar pontos WiFi em praças públicas em 31 praças localizadas em cidades de sete estados nordestinos. Os pontos Wi-Fi têm o objetivo de promover a democratização do uso da Internet e contribuir com a educação por meio da inclusão digital. A Linktel ficará responsável pela operação e manutenção dos pontos Wi-Fi, que serão entregues até dezembro de 2022.

“Este é um projeto de vital importância para nossa empresa. Nossa intenção é contribuir na inclusão digital e aumentar a presença da Linktel no Nordeste onde estamos em importantes locais como no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães em Salvador e em muitos shoppings”, informa Jonas Trunk, presidente da Linktel.

PUBLICIDADE

O projeto Nordeste Conectado que passa a ter participação da Linktel é desenvolvido pela RNP compreende municípios dos estados de Alagoas (Maceió), Bahia (Feira de Santana, Juazeiro e Paulo Afonso), Ceará (Cratéus, Iguatu, Juazeiro do Norte e Quixadá), Paraíba (Campina Grande), Pernambuco (Caruaru, Petrolina, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão), Piauí (Parnaíba) e Rio Grande do Norte (Caicó e Mossoró).

“São importantes cidades e polos industriais do interior nordestino que estão em pleno desenvolvimento. Algumas são turísticas como Parnaíba ou exploram o turismo religioso como Juazeiro do Norte. Nossa intenção é contribuir, com a operação dos pontos WiFi, na democratização do acesso contribuindo na educação da população local”, finaliza Trunk.

O diretor de Engenharia e Operações da RNP, Eduardo Grizendi, sinaliza a importância da parceria. “A parceria com a Linktel é importante, não somente no apoio a nossa operação e manutenção desses pontos Wi-Fi que implantamos nas praças públicas, mas também para difundir nosso serviço de Wi-Fi seguro para a comunidade acadêmica, o eduroam, nesses e em outros pontos da própria Linktel, presentes em aeroportos, shoppings, arenas esportivas, restaurantes e cafés em todo o país”, declarou Eduardo Grizendi.

PUBLICIDADE
Anterior Inatel inicia testes de Open RAN como parte do programa Open Field
Próximos Baigorri e Coimbra têm sabatinas no Senado na próxima terça-feira