Ligações fixo-móvel têm reajuste de 13% a 24%.


As novas tarifas passam a vigorar nesta segunda-feira, 23. Elevação do preço máximo que as concessionárias de telefonia fixa podem cobrar varia de 13,83%, no caso da Algar Telecom, até 22,45%, no caso da Sercomtel. Aumento para Oi e Telefônica foi de 15,41%.

Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O Conselho Diretor da Anatel aprovou o reajuste das tarifas dos planos básicos das concessionárias da telefonia fixa na modalidade Local, nas ligações para celulares, com validade a partir desta segunda-feira, 23. Com o aumento, o preço do minuto da Oi passa para R$ 0,53522 no valor normal e R$ 0,37454, no valor reduzido, sem incluir impostos e contribuições.

O valor máximo da tarifa da Telefônica passa para R$ 0,50386 o minuto e R$ 0,35270, no valor reduzido, também livre de impostos e contribuições. O valor do minuto da Algar sobe para R$ 0,47455, no horário normal, e R$ 0,33218, no horário reduzido, sem contar com impostos.

PUBLICIDADE

Já o valor do minuto nas ligações originadas da Sercomtel sobe para R$ 0,57123, no horário normal, e R$ 0,39986, no horário reduzido, também antes dos acréscimos referentes a impostos e contribuições sociais.

A agência estabeleceu que a data-base para futuros reajustes tarifários das concessionárias OI e Telefônica  será a data de vigência dos valores homologados nesta segunda-feira, 23, tomando-se o Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) relativo ao mês de fevereiro de 2022 como básico para o cálculo do reajuste. Para Algar e Sercomtel, será considerado  o Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) relativo ao mês de janeiro de 2022 como básico para o cálculo do reajuste.

VALORES TARIFÁRIOS MÁXIMOS DOS PLANOS BÁSICOS DO STFC MODALIDADE DE SERVIÇO LOCAL – CHAMADAS SMP

Os reajustes repõem a inflação, e vão além, em relação ao último ano. Dessa forma, os novos preços máximos autorizados para cobrança da Oi e da Telefônica subiram 15,41%. Já as tarifas da Algar aumentam 13,83%. E as tarifas da Sercomtel, 22,45%.

PUBLICIDADE
Anterior Giuseppe Marrara: "5G privado complementa o WiFi usado nas empresas"
Próximos Claro e Oi querem agregar mais conteúdo em plataformas próprias. Directv Go busca ISPs.