PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

AGROtic

Liderado pelo CPQD, projeto SemeAr completa um ano com a adesão de 63 produtores rurais

Realizada em São Miguel Arcanjo, no interior paulista, iniciativa promove a instalação de um distrito digital para atender agricultores familiares
Projeto SemeAr completa um ano com a adesão de 63 produtores rurais
Projeto SemeAr conquista produtores rurais com soluções de conectividade (crédito: Freepik)

Em um ano de operação completado no início deste mês de julho, o Projeto SemeAr, realizado em São Miguel Arcanjo, no interior do estado de São Paulo, conseguiu a adesão formal de 63 pequenos produtores rurais. A iniciativa, conduzida pelo CPQD, visa a desenvolver uma plataforma de inovação digital para o agronegócio, com soluções voltadas às demandas de agricultores familiares.

Implantado no município paulista, o Distrito Agro Tecnológico (DAT) obteve, nesse período, conectividade e acesso à internet, aumento de receitas e redução de custos, além do engajamento dos pequenos produtores rurais.

Na prática, O DAT funciona como uma “super fazenda digital”, promovendo a interação dos produtores rurais nos projetos implantados dentro da iniciativa SemeAr. Nos últimos 12 meses, o CPQD conduziu o projeto em São Miguel Arcanjo com cerca de 330 agricultores de pequeno porte que se dedicam, basicamente, à produção de uva, abobrinha e outros hortifruti.

Nessa iniciativa, o centro de pesquisa contou com o apoio do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), além da parceria com 14 empresas e instituições que integram o ecossistema do SemeAr no estado de São Paulo, entre elas a a Embrapa, o Parque Tecnológico de Sorocaba, o Instituto de Economia Agrícola (IEA), o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), o Sebrae e o SENAR/FAESP.

“Em um ano de operação, implantamos uma infraestrutura de conectividade rural com tecnologia nacional, que proporciona acesso à internet e viabiliza o acesso a conteúdos, capacitação, aplicações e serviços de agricultura digital, como os serviços de startups, trator conectado, predição de clima, entre outros”, afirma, em nota, Fabricio Lira Figueiredo, gerente de desenvolvimento de negócios em Agronegócio Inteligente do CPQD.

Implantada pelo provedor local SMANET, um dos parceiros no projeto, essa infraestrutura combina várias tecnologias de conectividade sem fio: satélite banda larga SGDC da Telebras; rede privada 4G LTE/250 MHz da Trópico, para comunicação com tratores e máquinas agrícolas; rede LoRa para os sensores instalados no campo; e rádio ponto a ponto para prover acesso à rede WiFi e conexão com o provedor de serviço.

Segundo o centro de pesquisa, dos 63 produtores rurais que já formalizaram a adesão à iniciativa SemeAr em São Miguel Arcanjo, 43 já estão conectados à internet, 26 acessam o serviço de mercado digital, 25 utilizam assistência técnica digital e 27 passaram pelos treinamentos presenciais. (Com assessoria de imprensa)

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS