Leonardo Euler, técnico da Anatel, é indicado para o Conselho Diretor


O presidente Michel Temer indicou hoje mesmo, 3, quando se encerrou o mandato de Rodrigo Zerbone, Leonardo Euler de Morais para a vaga no Conselho Diretor da Anatel. Ele chefiava a assessoria técnica da agência. Com reconhecida boa formação técnica, sua indicação não deixa de ser uma surpresa, pois Morais nunca assumiu um cargo de tomada de decisão, como uma superintendência. Mas ele já negociava em nome da agência o PL 3453 na Câmara dos Deputados.

Leonardo Euler, durante debate na Câmara dos Deputados
Leonardo Euler, durante debate na Câmara dos Deputados (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)

O presidente Michel Temer preferiu não dar tempo para as pressões políticas deste pulverizado Congresso Nacional. E hoje mesmo, quando terminou o mandato de Rodrigo Zerbone, indicou para a aprovação do Senado Federal o nome de Leonardo Euler de Morais, para a vaga de diretor da Anatel.

Leonardo é concursado da agência e dirigia a sua assessoria técnica. Embora bastante capacitado, a sua indicação não deixa de ser uma surpresa, pois ele nunca assumiu um cargo de tomada de decisão na agência. Entre os do quadro, as apostas estavam mais fortes para o superintendente de competição, Carlos Baigorri, que tinha uma atuação mais destacada na defesa de maior liberalização do mercado de telecom.

Mas tanto Leonardo como Baigorri atuaram intensament nos últimos meses como os negociadores no Congresso Nacional do PL 3453 em nome da Anatel – embora os conselheiros da atual gestão ainda não tenham aprovado o apoio ao projeto porque cada um deles têm restrições ao texto  -. Leonardo também defende há algum tempo que se destravem as amarras regulatória,s para que sejam ampliados os investimentos privados no setor.

PUBLICIDADE

Para o Tele.Síntese, ele já escreveu o seguinte artigo: Neutralidade na Rede e Inovação 

Sua equipe publicou este ano uma série de estudos sobre o mercado de telecom, que podem ser encontrados no sítio da Anatel.

Anterior Receita das operadoras caiu 31,4% em 2015
Próximos Produção do setor eletroeletrônico não se sustenta e volta a cair em setembro