Leilão promovido pela FCC para a faixa de 3,45 GHz conta com 33 participantes


A licitação que está sendo promovida pela FCC (Federal Communications Commission) para 100 MHz da faixa de 3,45 GHz conta com 33 participantes. Na primeira rodada foi arrecadado US$ 609 milhões e na segunda etapa esse valor aumentou para US$ 672 milhões até agora. Embora ainda possa angariar mais recursos nas próximas etapas, as previsões para esse leilão são conservadoras levando em conta que as operadoras investiram mais pesadamente na licitação da banda C que contava com mais espectro.

Em agosto, a FCC divulgou a lista dos participantes do Auction 110, como é denominado, e entre os licitantes estavam operadoras T-Mobile, AT&T e Dish e operadoras regionais como Blue Ridge Wireless, que atua no nordeste da Pensilvânia e o East Kentucky Network. Naquela ocasião havia 26 candidaturas completas e 16 incompletas que ainda precisavam completar alguns dados.

PUBLICIDADE

A FCC estabeleceu um preço de US $ 14,77 bilhões no espectro – principalmente para cobrir custos de compartilhamento e realocação para usuários federais atualmente na banda -, um valor que ainda não está nem próximo. Para especialistas, a AT&T vai precisar desse espectro uma vez que adquiriu uma média de 80 MHz no leilão da banda C, menos do que concorrentes como Verizon e T-Mobile. As estimativas são de que ela invista cerca de US$ 10,2 bilhões nessa licitação.

O espectro será leiloado em cada uma das Áreas Econômicas Parciais (PEAs) do país, com 10 blocos de 10 MHz cada um deles

crédito Shutterstock
(Crédito: Shutterstock Sergign)

disponível na maioria das PEAs. Os lances mínimos de abertura variam de US $ 7,5 milhões em Nova York a US $ 1.000 em vários municípios menores.

 

 

 

 

 

 

Anterior Eutelsat amplia sua participação acionária na OneWeb
Próximos TIM, Ericsson e Qualcomm testam o 5G SA com carrie aggregation