Khomp se destaca no segmento de Telefonia Digital Sem Fio


Khomp se destaca no segmento de Telefonia Digital Sem Fio - DECT

A busca por telefonia digital sem fio tem crescido nos mais diversos e complexos segmentos da indústria. E quem tem se tornado referência na entrega desse tipo de tecnologia é a Khomp, empresa com sede em Florianópolis e recém incorporada pelo Grupo Intelbras.

PUBLICIDADE

O tópico telecomunicações não é novidade para a Khomp, que já está há 25 anos no mercado e hoje se encontra presente em mais de 70 países. Porém, uma demanda crescente começou a chamar atenção da empresa: telefones sem fio, que funcionassem sem problemas de sinal ou interferência de maquinários em ambientes desafiadores, como indústria, aeroportos, centros de distribuição e até navios petroleiros.

Após um estudo preciso desses cenários e uma equipe de desenvolvimento dedicada, a Khomp iniciou a venda de um sistema multicelular robusto que tem chamado a atenção. Confira a nossa análise:

Quais são os segmentos que mais sofrem com problemas de telefonia?

Hospitais, hotéis, centros de distribuição, usinas, supermercados, pátios industriais e cooperativas. Rotinas completamente diferentes, mas com desafios parecidos na infraestrutura de telecom. Entre as principais reclamações destacam-se:

– Falta de cobertura em grandes áreas
– Disponibilidade de chamada enquanto o usuário está em movimento
– Muita queda de ligações
– Interferência com máquinas pesadas e eletromagnéticas
– Interferência quando há um número de usuários usando a mesma rede
– Ligações com ruídos
– Planos telefônicos com preços altos
– Baterias com pouco tempo de duração

A resposta está no protocolo DECT

O DECT (Digital Enhanced Cordless Telecommunication) é uma tecnologia de rádio bem consolidada que funciona em uma arquitetura multi-celular. Atualmente é o protocolo mais eficiente para transmitir voz em desafiadores sistemas de telefonia.

Foram vários projetos entregues pela Khomp que reforçaram que, quando o assunto é cobertura sem gaps em grandes espaços, o DECT se destaca das demais opções, já que utiliza uma faixa de frequência com largura de banda estreita, o que resulta em uma transmissão de voz completamente estável.

A infra desse tipo de rede é basicamente composta por uma combinação de bases, repetidores e handsets (os telefones sem fio). Sem qualquer vínculo com as operadoras, é possível criar uma rede dedicada exclusivamente ao ambiente que é inserida.

KDECT pode chegar até 16.000 telefones conectados

Intitulada de KDECT, a linha de telefonia DECT da Khomp, expande ainda mais os benefícios que o protocolo tem a oferecer! Seu funcionamento se dá a partir da base, que configura uma célula de cobertura, multiplicada pelos repetidores, ampliando o alcance para o handset se mover livremente entre as células..

Essa mobilidade é um fator chave, pois o usuário consegue transitar entre células de cobertura sem perder o sinal, sem queda de chamada ou qualidade na ligação. Em muitos casos, quando bem estruturada, é possível criar células de alcance entre diferentes galpões dentro do mesmo pátio ou ainda estabelecer uma cobertura única à distância entre matrizes e filiais, por meio de registro em PABX.

Para se ter uma ideia, em projetos maiores, é possível chegar a 4.000 bases interligadas e 16.000 terminais ativos simultaneamente, sem interrupções.

Aprendendo sobre Rede DECT

Atendendo a demanda de conteúdos técnicos, a Khomp disponibilizou recentemente em seu canal do YouTube um treinamento gratuito sobre Configuração de Rede DECT. Vale o play para conhecer todos os detalhes!

PUBLICIDADE
Anterior Anatel dá aval ao sistema de satélites da OneWeb
Próximos CertiSign cria universidade corporativa