PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Investidor DMI

Investimento estrangeiro no Brasil, o IDP, sobe 23% em 2021

O valor do IDP de US$ 46,441 superou o rombo das contas externas, que chegou a US$ 28,1 bi, uma alta de 15% em relação a 2020.
Pilha de notas de cem dólares - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

Os investimentos estrangeiros diretos (IDP) no Brasil somaram US$ 46,441 bilhões em 2021, aumento de 23% em relação a 2020, quando os investimentos estrangeiros no Brasil somaram US$ 37,786 bilhões. Os dados foram divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira, 26.

O valor do IDP foi suficiente para superar o rombo das contas externas, que chegou a US$ 28,1 bi, uma alta de 15% em relação a 2020. O resultado, no entanto, ficou abaixo do que previa o próprio BC, que estimou que os investimentos diretos de estrangeiros somariam US$ 52 bilhões.

Segundo o Banco Central, em dezembro do ano passado, os investimentos estrangeiros diretos no país ficaram negativos em US$ 3,935 bilhões. No mesmo período de 2020, o montante havia sido positivo em US$ 1,102 bilhão.

Contas externas

As contas externas registraram déficit de US$ 28,110 bilhões em todo ano de 2021, de acordo com números do Banco Central. Isso representa um aumento de 14,8% na comparação com o ano de 2020, quando o resultado negativo somou US$ 24,492 bilhões. Esse também foi o maior rombo para um ano fechado desde 2019, quando foi registrado um déficit de US$ 65 bilhões.

A balança comercial registrou saldo positivo de US$ 36,181 bilhões em 2021, enquanto a conta de serviços ficou negativa em US$ 17,114 bilhões. A conta de renda primária também ficou deficitária, em US$ 50,471 bilhões. No caso da conta financeira, o resultado ficou negativo em US$ 32,617 bilhões.

 

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado