Investimento em redes 5G no Brasil será de R$ 9,2 bi até 2025, prevê Ericsson


A Ericsson divulgou hoje, 26, suas estimativas para o impacto econômico que a 5G terá no Brasil. A empresa calcula que até 2025 as empresas vão investir R$ 9,2 bilhões em redes de quinta geração. Com isso, haverá geração de 205 mil empregos diretos e o recolhimento de R$ 70 bilhões em impostos e contribuições. Nos próximos 10 anos, a 5G será responsável por um incremento de 2,4% no PIB brasileiro.

“É realmente um investimento bastante relevante e que pode ajudar a economia em um momento de recessão causada pela pandemia”, afirmou Paulo Bernardocki, Diretor de Soluções e Tecnologia, Ericsson Latam South. Ele participou do evento digital 5G e Telco Tranformation, realizado pela consultoria Teleco.

PUBLICIDADE

Segundo ele, a Ericsson já fechou 100 contratos de fornecimento de equipamentos para redes 5G no mundo. Na América Latina, a única operadora mencionada foi a Claro. Vale lembrar que TIM e Vivo anunciaram também iniciativas de 5G DSS no Brasil, o que pode indicar que tais contratos foram firmados com outras fabricantes.

Vale lembrar que estimativas sobre o impacto econômico da tecnologia variam muito. Principalmente neste momento em que a 5G engatinha. A previsão da Ericsson foca em redes. Outras consultorias apontaram retorno diferente por considerem o valor adicionado sobre diferentes setores da economia.

Bernardocki, ressaltou que a realização do potencial depende de como o governo vai conduzir o leilão 5G, as cidades vão se abrir à instalação de equipamentos e a a tributação sobre IoT. “Se buscamos uma economia digitalizada, precisamos rever os tributos sobre IoT”, resumiu.

Anterior Com pandemia, lojas online crescem mais de 40% ao ano no Brasil
Próximos Senado decide pelo início da vigência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais em agosto