Interferência em celulares será debatida por Brasil e Paraguai


Brasil e Paraguai vão estabelecer um grupo de trabalho para buscar soluções que diminuam as interferências na telefonia móvel em cidades perto da fronteira entre os dois países. O tema bilateral foi debatido após a reunião da União Internacional de Telecomunicações (UIT), que aconteceu este mês no Paraguai, para debater o dividendo digital nas Américas.

Segundo o conselheiro Jarbas Valente, que participou dos debates representando a Anatel, Brasil e Paraguai usam frequências diferentes para a telefonia móvel, causando problemas para mais de um milhão de usuários. “São interferências graves, que necessitam de providências técnicas”, destacou.

Em relação ao dividendo digital, Valente disse que há problemas na Bolívia, único país da América do Sul que optou pelo padrão americano de TV digital. “Quando chega às fronteiras o problema se complica”, afirmou. Os demais países, por influência do Brasil, escolheram o padrão nipo-brasileiro.

PUBLICIDADE
Anterior Anatel oficializa alteração no regulamento do SeAC
Próximos Abert repudia ato de vandalismo contra sede da Globo