Intel vai incentivar criação de design de referência no país


A Intel anunciou um programa para capacitação de centros independentes de design no Brasil. A iniciativa pretende incluir o Brasil no mapa de produção de designs de referência de dispositivos de computação pessoal e faz parte do plano de investimento de R$ 300 milhões para pesquisa e desenvolvimento de tecnologias em áreas de interesse nacional, anunciado no início de 2013.

Atualmente, mais de 95% dos designs de computação pessoal provêm da Ásia. Com o programa, a intenção é criar sistemas de referência para adoção no mercado brasileiro. A Intel espera trabalhar com os dois primeiros centros já no início de 2015 – o Senai-Cimatec, na Bahia, e o Instituto de Pesquisas Eldorado, no Distrito Federal, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Primeiro, os centros atuarão na pesquisa de designs de referência e depois colaborarão com fabricantes locais para desenvolver designs exclusivos, que atendam às necessidades do mercado local, oferecendo novas opções de dispositivos inovadores, com arquitetura Intel. A expectativa é que o programa ajude a estimular novos formatos de computadores disponíveis para o consumidor brasileiro e minimizar a espera local por novidades de desktops, notebooks e tablets.

Junto com empresas parceiras, a Intel se encarregará do treinamento dos centros, habilitando-os no desenho de sistemas, validação, debug, além de capacitá-los para o processo de manufatura das plataformas da empresa. Os parceiros apoiarão todo o processo de desenvolvimento: design de placa/sistema, layout, validação de plataforma/sistema e manufatura. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Destinação da faixa de 1,8 GHz para 4G ainda não está no radar da Anatel, avisa Rezende.
Próximos Baixa demanda por linhas telefônicas reduz tentativas de fraude em agosto