Intel revela nova família de processadores


Crédito: Divulgação. 12ª geração
Crédito: Divulgação

A Intel apresentou a família de processadores Intel Core de 12ª geração, com o lançamento de seis novos processadores para desktop. Isso inclui o que a companhia denominou de melhor processador para jogos do mundo, o Intel Core i9-12900K de 12ª geração. Com max turbo boost de até 5,2 GHz, 16 núcleos e 24 threads, os novos processadores oferecem performance multi-thread para jogadores entusiastas e criadores profissionais.

Os dispositivos estão disponíveis para pré-venda nos canais de OEMs, parceiros e varejistas. A novidade chega ao mercado no dia 4 de novembro com preços que variam entre US$ 264 e US$ 589. A Intel deve enviar 2 milhões dos processadores entre o fim de 2021 e março de 2022. A Intel também está enviando 28 das SKUs de processador da família de processadores Intel Core da 12ª geração para parceiros OEM.

PUBLICIDADE

A família Intel Core de 12ª geração inclui 60 processadores para habilitar mais de 500 designs de diversos parceiros. A nova arquitetura de performance híbrida proporciona desempenho escalável de 9 para 125 watts. O objetivo é habilitar todos os segmentos de PC do mercado, desde laptops até desktop.

Esses seis processadores são os primeiros baseados na arquitetura de performance híbrida da Intel. Eles combinam núcleos de performance (P-cores), o núcleo de CPU de melhor desempenho já fabricado pela Intel, e núcleos de eficiência (E-cores). Isso permite até 84% mais FPS durante execução de jogo, streaming e gravação simultâneos. Conectado o Wi-Fi 6E, a latência é 75% menor durante o jogo mesmo com a execução de outras tarefas.

O Intel Thread Director é o recurso por trás das duas novas microarquiteturas de núcleo. As estruturas operam de forma integrada guiando o sistema operacional para colocar thread certo no núcleo certo. “Estamos testemunhando o início de uma nova era para PCs, liderada pelo recém-lançado Windows 11”, diz o vice-presidente executivo e CPO da Microsoft, Panos Panay.

Overclocking

Os novos processadores trazem ferramentas de overclocking para a customização inédita de performance. Isso engloba a possibilidade de fazer overclocking de E-cores e memória DDR5. Começando com o Intel Core i9-12900K, o XTU também irá oferecer suporte a overclocking usando o Intel Speed Optimizer para processadores de 12ª geração desbloqueados.

Além disso, a Intel apresentou o mais recente Intel Extreme Memory Profile (XMP) 3.0 com suporte para DDR5. A ferramenta permite perfis adicionais, como novos perfis personalizados regraváveis e ajuste flexível para overclocking de memória.

Chipset Intel 600 Series

Além dos processadores Intel Core de 12ª geração para desktop, a Intel está lançando o novo Chipset Intel 600 Series. Novas pistas PCIe Gen 4.0 oferecem um total de 28 pistas fora do chipset. O USB 3.2 Gen 2×2 integrado oferece até o dobro da largura de banda. O DMI Gen 4.0 aumenta a produtividade do chipset para a CPU para acesso rápido a dispositivos periféricos e redes.

Pela primeira vez, a Intel traz Intel Volume Management Device (VMD) para os chipsets de PC. O intuito é simplificar o controle de armazenamento por meio do controle e gerenciamento diretos de SSDs baseados em NVMe a partir do barramento PCIe, sem controles RAID adicionais ou outros adaptadores de hardware. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Leilão do 5G: Especialistas cobram políticas públicas para áreas remotas e cidadãos vulneráveis
Próximos PL das Fakes News erra o alvo, dizem entidades do setor de economia digital