Instituto TIM esquenta o ritmo de sua bateria com videoaulas


 A Bateria do Instituto TIM  aderiu ao ensino remoto: o grupo, formado pessoas com e sem deficiência, está usando WhatsApp para manter o ritmo em dia. A “Bateria Online” traz uma série de 26 vídeos, que será compartilhada com o grupo, todos os sábados, no mesmo horário em que aconteciam as aulas presenciais. O conteúdo é produzido pela equipe do projeto, incluindo o Mestre Mangueirinha, da Unidos de Vila Isabel, que comanda a bateria desde a sua criação, em 2010. Em cada episódio, são sugeridas atividades com ou sem os instrumentos musicais, além de jogos e brincadeiras pedagógicas que auxiliam no desenvolvimento musical.

PUBLICIDADE

“O objetivo das videoaulas é fazer com que esse aprendizado não se perca, queremos manter a Bateria ´pulsando´. Os vídeos são lúdicos e incentivam a participação dos pais, ainda mais fundamentais nesse período”, conta Rubens Kurin, coordenador da Bateria do instituto.

Criada para promover a educação musical de crianças, jovens e adultos da cidade do Rio de Janeiro, a Bateria do Instituto TIM conta com 50 integrantes, entre crianças, jovens e adultos com e sem deficiência. A iniciativa existe há cerca de 10 anos e promove a educação musical com foco na inclusão e integração. As aulas acontecem no Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro.

 

Anterior TIM quer compartilhamento obrigatório da infraestrutura
Próximos EUA já consomem banda larga projetada para o final do ano