Instituto Embratel chama jovens para “Curtas de Animação”


O Instituto Embratel Claro anuncia patrocínio ao projeto “Curtas de Animação” para jovens em Campinas. A iniciativa consiste na realização de oficinas para a elaboração de curtas-metragens em animação por adolescentes da região.

Este ano, a ação tem como tema os Jogos Olímpicos Rio 2016. O programa será realizado entre os dias 24 e 28 de novembro, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Clotilde Barraquet Von Zuben (Jardim Florence).“Esta iniciativa vai ao encontro da estratégia da Embratel, que, junto com a Claro, é a Patrocinadora e Fornecedora Oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016”, diz Oscar Petersen, Vice-Presidente do Instituto Embratel Claro, destacando que o Instituto desenvolve ações nas áreas de Educação, Cidadania e Cultura.
Com o projeto, os adolescentes terão acesso a um estúdio de animação itinerante, que se desloca até as oficinas, possibilitando o contato com os bens culturais de seus municípios e de um local de trabalho adequado à realização artística.Ao final, serão produzidos cinco curtas de três minutos de duração e um vídeo no estilo Making Of de cinco minutos. Todos os filmes serão gravados em DVDs com tiragem de mil unidades para distribuição em escolas, TVs educativas e festivais de vídeo. Para encerrar o programa, haverá um encontro entre todos os grupos. Os filmes produzidos serão exibidos e os participantes poderão falar sobre as suas experiências no projeto.
 
Sobre o projeto
Ao todo, o projeto prevê uma série de 5 oficinas ministradas pelo Núcleo de Cinema de Animação de Campinas (NCAC), que resultam na construção dos curtas-metragens de animação. A produção dos vídeos conta com o trabalho dos adolescentes, alunos de escolas públicas das cidades de Campinas e região que são selecionados para participarem do projeto.
Para a realização do projeto, um estúdio de animação itinerante vai até a cidade ou na escola onde ocorrerá a oficina. Objetivando também colocar os jovens em contato com os bens culturais de seu município e de trabalhar em um local mais adequado à realização artística, os estúdios itinerantes podem ser montados em museus ou centros culturais das cidades. (assessoria de imprensa).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Anterior Google estaria prestes a lançar loja de apps na China
Próximos Telecom Italia e Vodafone podem disputar compra da Metroweb