Instabilidade no Speedy dificulta acesso à internet em SP


O provedor de acesso UOL registrou, no início da tarde de hoje, um grande volume de reclamações de clientes, por conta de do serviço Speedy, da Telefônica. A instabilidade do serviço causou dificuldade para a navegação na internet. A operadora divulgou uma nota oficial informando que, "no período da tarde, detectou instabilidade em parte da …

O provedor de acesso UOL registrou, no início da tarde de hoje, um grande volume de reclamações de clientes, por conta de do serviço Speedy, da Telefônica. A instabilidade do serviço causou dificuldade para a navegação na internet.

A operadora divulgou uma nota oficial informando que, "no período da tarde, detectou instabilidade em parte da infraestrutura de rede que dá suporte ao acesso à internet, o que pode ter provocado dificuldade de navegação para grupos de usuários".

Devido às constantes panes no serviço de banda larga da Telefônica, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) proibiu a venda do Speedy por tempo indeterminado e pediu uma ação da empresa para melhorar sua qualidade. Desde 23 de junho não são vendidas novas assinaturas do Speedy.

PUBLICIDADE

A empresa informou que a mobilização de equipes para para verificar a causa do problema se daria sem prejuízo para as ações emergenciais, parte do plano apresentado à Agência Nacional de Telecomunicações na última sexta-feira, 26/06, para aprimorar o funcionamento do serviço de banda larga.

Quando expôs seu plano à agência, o presidente da Telefônica, Antônio Carlos Valente, explicou que as intervenções na rede poderiam causar instabilidade. A empresa ainda não divulgou, no entanto, a causa dos problemas registrados hoje.

O Speedy tem 2,6 milhões de clientes.

Anterior Minicom terá cooperação da Telecom Itália para regular telefone de emergência
Próximos EUA usam lei antitruste para investigar Google