INSS contrata a Telebras para conectar agências por R$ 180 milhões


Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

As agências do INSS passarão a contar com uma nova rede de internet, mais ágil e mais estável, baseada na utilização de solução SD-WAN (Software-Defined Wide Area Network). É o que prevê o contrato firmado entre Telebras e INSS para a instalação de rede de dados de longa distância nas unidades de atendimento do instituto. O contrato será de 30 meses e tem o valor estimado de quase R$ 180 milhões, podendo ser prorrogado por igual período.

O instituto de previdência é o primeiro cliente da estatal que utilizará a solução SD-WAN, com equipamentos da Fortinet, empresa de soluções de Segurança Integradas. O contrato engloba a instalação, configuração de equipamentos e de enlaces de comunicação, bem como o gerenciamento e o serviço de segurança da informação da rede corporativa de dados, permitindo maior agilidade e eficiência operacional para interligação das quase 1.700 unidades do INSS distribuídas em todo o Brasil.

PUBLICIDADE

“O INSS terá a oportunidade de vivenciar o estado da arte em termos de rede corporativa com a evolução da tecnologia MPLS para o SD-WAN e a Telebras está muito orgulhosa de poder estar junto com o instituto nesta inovação, integrando as suas 1.700 unidades e ajudando a melhorar o atendimento à população do nosso país”, disse o presidente da Telebras, Jarbas Valente.

Segurança

A partir de agora, cada unidade terá dois links: um de internet dedicada e um de banda larga corporativa, gerenciados pela solução SD-WAN, uma nova tecnologia, diferente da usada atualmente. Um dos grandes ganhos é que essa solução direciona de forma inteligente o tráfego de dados em caso de falha ou uso intenso em uma das duas conexões. É a garantia de uma maior velocidade e estabilidade da internet com maior segurança no atendimento ao cidadão.

Segundo o presidente do INSS, Guilherme Serrano, o novo contrato favorece não apenas os segurados do INSS, mas toda a população das localidades que receberão a nova rede. “Ao levar essa nova tecnologia para as nossas agências, a Telebras também entrega uma nova possibilidade de internet para os municípios atendidos. É uma parceria que favorece a todos, pois leva vantagem para os servidores e para a população, pois melhora a qualidade do serviço prestado. Além disso, ao levar essa nova tecnologia, o INSS beneficiará toda a região”, destacou Guilherme.

Segundo o diretor de Tecnologia e Inovação do INSS, João Rodrigues Filho, a gestão da rede será realizada diretamente pelo INSS. “Poderemos ter uma visão detalhada e em tempo real, controlando os níveis de serviço e mantendo contato direto com a operadora. Isso trará um enorme ganho no tratamento de incidentes, reduzindo o tempo de espera para a solução de problemas que possam ocorrer”.

O serviço contratado pelo INSS será prestado por meio de links de fibra óptica, com previsão de uso de satélites nos locais onde não há viabilidade técnica para internet cabeada. “Isso vai mudar a realidade das agências do INSS. Unidades como o PrevBarco, que atende populações ribeirinhas da região amazônica, ou unidades do interior da região Norte, por exemplo, passarão a contar com internet rápida e de qualidade, algo que até então era impensável”, comemorou a diretora de Logística do Instituto, Larissa Mora.

O prazo para implantação dos novos links em todas as unidades do INSS é de 12 meses. “A previsão é de que metade das agências já esteja com a nova rede funcionando até o final do ano”, finalizou Guilherme.(Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Brisanet vai faturar R$ 1 bilhão em 2022, estima a S&P Global
Próximos Lei do Internet Brasil traz regras também para a radiodifusão