Indicadores da indústria eletroeletrônica pioram pelo segundo mês seguido


Os indicadores de vendas da indústria eletroeletrônica apontados na sondagem de conjuntura realizada em setembro apresentaram piora pelo segundo mês consecutivo, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Segundo o levantamento, vem caindo o percentual de empresas que apontam crescimento nas vendas e encomendas. O indicador, que era de 68% em julho, passou para 51% em agosto e para 46% em setembro. Paralelamente a esta tendência, vem crescendo o total de empresas que indicam piora nas vendas e encomendas. O percentual, que era de 19% em julho, passou para 27% em agosto e alcançou 31% em setembro. As comparações sempre têm como base o sempre o mesmo mês de 2018.

PUBLICIDADE

Também foi desfavorável a elevação de 15 pontos percentuais no número de entrevistadas que observaram negócios abaixo do esperado. O indicador passou de 32% na sondagem de agosto para 47% no levantamento de setembro.

A utilização da capacidade instalada ficou estável ao comparar com a pesquisa anterior, atingindo 76%, permanecendo alto o grau de ociosidade do setor.

Por outro lado, foi favorável o acréscimo de 12% para 16% no total de empresas que aumentaram seu quadro de funcionários. Entretanto, a maior parte das entrevistadas (70%) continuou indicando estabilidade nas contratações. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Juiz desafia a LGPD e manda Anatel regulamentar quebra de sigilo cadastral sem ordem judicial
Próximos Cadastro Base do Cidadão ignora LGPD e invade competência da ANPD, dizem especialistas