9º dígito em celulares de mais 5 estados começa domingo


Os celulares dos estados do Amazonas, Amapá, Pará, Roraima e Maranhão serão acrescidos do dígito 9 a partir da zero hora de Brasília do dia 2 de novembro. A regra vale para 453 municípios dos cinco estados, que detêm 20 milhões de acessos. A medida afeta os celulares nos DDDs 91, 92, 93, 94, 95, 96, 97, 98 e 99. Os telefones fixos e os acessos móveis via rádio (trunking) da Nextel  não serão afetados pela mudança. As operadoras investiram R$ 58 milhões na adaptação de seus sistemas e redes.

O objetivo é padronizar a numeração dos celulares, que já operam com nove dígitos em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. “Até o final de 2016, a medida estará implantada em todo o país”, afirmou o superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação da Anatel, Marconi Maya. Ele afirmou também que a implantação garante a existência de numeração disponível para novos serviços, como de M2M. Com a inclusão do dígito 9, cada DDD passa a dispor de 90 milhões de número, ao invés de 37 milhões.

PUBLICIDADE

Está previsto um período de adaptação das redes das operadoras e dos usuários de 10 dias (até dia 11/11), em que serão aceitas chamadas discadas com oito ou nove dígitos. Após essa primeira fase, as chamadas discadas com oito dígitos serão gradualmente interceptadas e o usuário receberá mensagem orientando-o sobre a nova forma de marcação até dia 9 de fevereiro de 2015. Após essa data, nenhuma chamada será completada sem o nono dígito. Os usuários precisarão adaptar as agendas dos celulares e para isso, já existem aplicativos disponíveis.

Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, em maio de 2015, será implantado o 9º dígitos nos DDDs começados por 8, que atende aos estados de Alagoas, Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí. Em outubro de 2015, será a vez dos estados de Minas Gerais, Bahia e Sergipe. Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Brasília, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre receberão o nono dígito em 2016, em datas ainda a serem marcadas.

Segundo a Anatel, até o momento, as operadoras investiram R$ 438 milhões na implantação do nono dígito, sendo R$ 300 milhões em São Paulo; R$ 80 milhões no Rio de Janeiro e Espírito Santo; e R$ 58 milhões nos novos cinco estados atingidos com a medida.

Aplicativos
A Embratel lançou hoje um aplicativo para facilitar a atualização da agenda dos usuários. O Embratel 9º Dígito está disponível para smartphones com Android ou iOS. O programa, gratuito, acrescenta, automaticamente, o nono dígito nos números de telefones dos estados de Amazonas, Amapá, Maranhão, Pará e Roraima. O download pode ser realizado aqui para Android, e aqui para iOS.

Anterior CVM investiga se há fraude na Oi, diz jornal
Próximos Anac publica norma para facilitar a liberação de eletrônicos a bordo