Inatel inicia testes de Open RAN como parte do programa Open Field


 

Crédito: Inatel (Divulgação)

O laboratório do programa Open Field, do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí (MG) iniciou efetivamente as operações após a instalação do primeiro site para testes de soluções abertas em uma rede privada Open Ran. A rede em operação foi planejada e concebida em colaboração com o Telecom Infra Project (TIP) e pode ser utilizada por empresas interessadas em testar e validar casos de uso baseados em soluções Open RAN.

“O objetivo é fomentar o Open RAN, facilitando o acesso de players à rede instalada. O programa será executado em fases, com testes em um ambiente muito próximo da realidade comercial. Poderão ser testados vários aspectos como interferência, performance, propagação, mobilidade, tráfego, entre outros, tanto por simulação e também com usuários reais”, explica o especialista em desenvolvimento de negócios do Inatel, Gleyson Santos.

PUBLICIDADE

A criação do novo laboratório foi anunciada em outubro de 2020 e, desde então, foram realizados planejamento, aquisição e instalação de equipamentos baseados em arquiteturas 4G e 5G abertas e desagregadas. O laboratório Open Ran localizado no Inatel conta com equipamentos dos parceiros Ceragon, Dell Technologies, Delta, DZS e Parallel Wireless. As operadoras Brisanet, Claro, TIM, parceira desde o lançamento, e Vivo fazem parte do programa.

Para o TIP, o principal objetivo do programa Open Field é promover a colaboração, o desenvolvimento e a adoção de soluções abertas, desagregadas, seguras, escaláveis e sustentáveis para as operadoras e demais parceiros do ecossistema.

O programa também irá contribuir com o Inatel na formação de futuros profissionais para o mercado, em tecnologias já consolidadas e também em soluções inovadoras que estão em debate no mundo das telecomunicações.

PUBLICIDADE
Anterior De olho na gig economy, TIM cria app para atrair revendedores independentes
Próximos Linktel firma acordo com a RNP no projeto Nordeste Conectado