PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Operadoras

Implantação do compartilhamento de rede móvel entre Vivo e TIM avança

Desligamento do 2G acontece em massa a partir do 3º trimestre. Cobertura conjunta em 4G vai abranger 730 cidades até o final de junho.

A Telefônica Brasil avisou que já tem data para começar a desligar parte de sua rede 2G no país. A empresa está com um projeto piloto no momento, já em fase final. A expectativa é que a partir do terceiro trimestre comece o desligamento geral, que vai liberar espectro para uso no 4G.

A iniciativa é resultado de um acordo de compartilhamento de infraestrutura e espectro com a TIM Brasil, selado em 2020. Pelo acordo, a TIM vai usar a rede 2G da Telefônica em metade do Brasil, e a Telefônica usará a TIM na outra metade. Dessa forma, as empresas vão liberar espectro atualmente destinado a uma tecnologia ultrapassada e destinar para o 4G.

O acordo entre ambas também prevê a expansão conjunta de cobertura 4G. Até o momento, as empresas cobriram 348 cidades de forma compartilhada. Ou seja, em 174 cidades foram construídas redes pela TIM, e nas outras 174, pela Vivo. A meta é chegar ao final de junho com 730 cidades atendidas dessa forma.

David Melcon, CFO da Telefônica Vivo, também explicou hoje, 23, na conferência de resultados da companhia, que já começou o piloto de consolidação de rede em 50 municípios. Os resultados desse piloto vão ser usados para a tomada de decisão das empresas pela expansão, ou não, do acordo de construção de uma rede móvel única 3G e 4G compartilhada, em cidades com menos de 30 mil assinantes.

A expectativa é positiva e que o single-grid seja de fato implantando em 1,6 mil cidades (800 cidades para cada companhia.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Chatbot com IA da Mundiale automatiza vendas dos ISPs em até 84%
ISPs ainda podem contar com envio automatizado de boleto com régua de cobrança para reduzir a inadimplência e com gerenciamento fim-a-fim.