Idemia e Microsoft fecham parceria para fornecer serviços de conectividade eSIM


Idemia e Microsoft fecham parceria para fornecer serviços de conectividade eSIM. Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Idemia firmou parceria com a Microsoft com o objetivo de fornecer soluções eSIM e de conectividade para consumidores e dispositivos Máquina para Máquina e Internet das Coisas (M2M/IoT). A parceria unirá as soluções de conectividade da Idemia no setor com a plataforma de nuvem da Microsoft, a Azure.

As solução de conectividade da Idemia servem para ajudar operadoras a comportar um aumento na demanda de serviços conectados. Hoje, a empresa trabalha com cerca de 500 MNOs no mundo. Seu portfólio inclui cartões SIM, serviços eSIM para o consumidor e dispositivos M2M, como medidores inteligentes.

PUBLICIDADE

Com a colaboração, Idemia e Micosoft buscam ampliar seu suporte às operadoras móveis com soluções de disponibilidade de serviço, capacidade de redundância geográfica e tecnologias de segurança contra ataques de DDoS. Ambas companhias tem certificado para serviços eSIM da Global Mobile Communications Association (GSMA).

A parceria terá foco em hospedagem de serviços de gerenciamento remoto de assinaturas eSIM para ambientes de consumidor e M2M; ampliação global da presença da Idemia e Microsoft em regiões certificadas pela GSMA; melhoria dos níveis de serviço para administrar a criticidade dos negócios eSIM para operadoras e fabricantes de dispositivos IoT; aproveitar oportunidades de fatiamento de rede.

Os serviços só estão disponíveis na França e nos Estados Unidos, por enquanto. Em nota, a assessoria de imprensa informou que a implantação das soluções em outras regiões está planejada para os próximos meses.

A Microsoft Azure também trabalha com operadoras, como a Oi. Em 2021, a provedora renovou seu contrato multicloud com a companhia para criar a Oi Cloud Hub  que atua como integrador das principais nuvens públicas – AWS da Amazon, Huawei Cloud, IBM Cloud e Microsoft Azure. A ferramenta utiliza um quadro de controle com visão gerencial centralizada dos recursos e dos respectivos gastos com faturamento em reais. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Em 2022, a Use Telecom vai expandir cobertura no NE
Próximos Mais de 200 emissoras de TV querem ir para a banda Ku