Huawei terá ‘desafios mais assustadores’ em 2022, diz presidente da empresa


Ken Hu, presidente da Huawei - divulgação
Ken Hu, presidente da Huawei – divulgação

Na comparação com o ano passado, 2022 terá “desafios mais assustadores” para a Huawei, segundo Ken Hu, presidente da empresa. Em uma live, o executivo disse que o momento atual está forçando a empresa a diversificar seu portfólio, aumentar os gastos com P&D e garantir a eficiência operacional.

Restrições comerciais, conflitos geopolíticos, desafios do Covid-19, inflação e flutuações cambiais são os principais problemas que a Huawei enfrenta, destacou Hu.

PUBLICIDADE

Ele disse que esses fatores tornaram imperativo que os grupos empresariais da Huawei evitassem quaisquer “áreas de alto risco”.

A Huawei teve alta de 76% no lucro, em 2021, mas Hu minimizou as conquistas de 2021 exibidas antes de sua palestra. “Ainda enfrentamos muitos desafios” e devemos “trabalhar ainda mais para superá-los”, falou o presidente da empresa.

Oportunidades e inovações

Ken Hu apontou oportunidades em áreas que abrangem a descarbonização e o fornecimento de melhorias de eficiência para uma variedade de indústrias.

Disse que, mesmo com as “sanções injustificadas” e as dificuldades que enfrenta, a Huawei continuará investindo pesado em P&D, e citou a inovação como seu caminho para o futuro.

A empresa anunciou sua visão de permitir conexões de 10 Gbps em todos os lugares com 5.5G e F5.5G, as próximas evoluções em redes fixas e sem fio. Segundo a Huawei, eles juntos oferecerão suporte a uma ampla gama de requisitos de rede de nicho, incluindo uma experiência mais imersiva em residências, bem como a baixa latência e a alta confiabilidade necessárias para cenários de controle industrial.

A Huawei está adaptando seus produtos e portfólios de produtos a diferentes cenários industriais. Ao mesmo tempo, começará a pré-integrar e pré-verificar produtos.

Com a Huawei Cloud como base, visa fornecer “tudo como um serviço” (tradução do termo “everything as a service”), transformando infraestrutura, tecnologia e experiência em serviços baseados em nuvem e facilitando a migração para a nuvem para clientes em diferentes setores.

A Huawei também está criando equipes integradas que se concentram em setores específicos, aproximando um de especialistas dos desafios de negócios dos clientes e incorporando mais firmemente recursos horizontais, ou seja, produtos e recursos de parceiros.

O objetivo é fornecer soluções de transformação digital direcionadas para cada setor e responder mais rapidamente às necessidades dos clientes.

Também está desenvolvendo soluções de baixo carbono em nível de sistema para infraestrutura de TIC verde, com foco em estações base sem fio e data centers.

Conteúdo digital

A Huawei lançou recentemente o MetaStudio, um pipeline de conteúdo digital que move todo o processo de produção para a nuvem.

Segundo Ken Hu, com a convergência dos mundos digital e físico, a demanda por conteúdo digital de qualidade aumentará. “O MetaStudio foi lançado para ajudar a satisfazer isso.”

PUBLICIDADE
Anterior Mob Telecom e Wirelink unem-se sob nova presidência
Próximos Abrintel reage na Anatel a pedido de regulação das "torreiras"