Huawei projeta crescimento de 15% na receita de 2014


O ano de 2014 superou as expectativas de duas companhias chinesas. A Huawei, que fabrica smartphones e fornece infraestrutura de rede, afirmou que deve concluir o ano com receita 15% acima do previsto no começo de 2014. Em valores nominais, será um faturamento de cerca de US$ 46 bilhões.

A divisão que mais cresceu em 2014, na comparação com o ano anterior, foi justamente a de produtos ao consumidor final. O departamento teve receita de US$ 11,8 bilhões, 30% maior que em 2013. Apesar disso, o número de unidades vendidas ficou abaixo da meta prevista de 80 milhões de unidades.

O aumento dos ganhos foi impulsionado pela abertura de lojas próprias em diversos países, inclusive na América Latina. De acordo com nota da companhia, atualmente, 55% das vendas de aparelhos são feitas pelas operadoras, mas 45% já são realizadas no varejo, sem relação com as teles.

PUBLICIDADE

Conterrânea
A Xiaomi despontou em 2014 como a fabricante de maior crescimento em vendas de dispositivos, superando empresas com mais tempo de vida, como a LG. A companhia anunciou crescimento de receitas da ordem de 135% em 2014, registrando US$ 12,1 bilhões antes de impostos. Em números absolutos, vendeu 61 milhões de celulares, 227% mais que em 2013.

Não se sabe, porém, a margem de lucro da companhia, que recentemente registrou junto a órgãos regulatórios chineses lucro de apenas US$ 56 milhões em 2013. Em anúncio feito ontem (4) pelo fundador da empresa, Lei Jun, em seu blog, a empresa definiu como meta vender 100 milhões de unidades em 2015. As vendas virão a partir da expansão para outros mercados, além do Chinês, afirmou. (Com agências internacionais)

 

 

 

Anterior FCC decide sobre neutralidade da internet em fevereiro
Próximos Nokia Networks transfere parte de operações wireless da Panasonic