Huawei entrega quatro laboratórios de FTTH ao IFAM


Huawei

A Huawei anunciou hoje, 16, a entrega de quatro laboratórios de instalação e manutenção de tecnologia Fiber To The Home (FTTH) ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Amazonas (IFAM). A companhia também tem trabalhado no desenvolvimento de tecnologias de conservação ambiental, informou em evento Bruno Zitnick, diretor de Relações Institucionais da Huawei Brasil.

PUBLICIDADE

Os laboratórios visam captar a geração nem-nem (nem estuda nem trabalha), que chegou a  25% dos jovens entre 15 e 29 anos no último trimestre de 2020, conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um dos objetivos é aumentar a mão de obra qualificada para trabalhar com fibra óptica. Zitnick destacou que as regiões Norte e Nordeste são as com maior carência de profissionais de tecnologia. “O que nós queremos é diminuir essa lacuna combatendo o desemprego”, disse.

Atualmente, a Huawei possui 80 parcerias com universidades no Brasil, mas a meta é chegar a 100. Uma das instituições conveniadas é o próprio IFAM que, por meio da Huawei ICT Academy, oferece cursos na área de tecnologia de aproximadamente 10 dias. Assim, os estudantes podem ser introduzidos no mercado de trabalho de forma mais rápida.

Outro objetivo dos laboratórios de FTTH é contribuir com a estrutura da banda larga fixa no Amazonas. Essa infraestrutura também poderá dar suporte à tecnologia 5G. Oito servidores do IFAM farão treinamentos sobre FTTH no Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) juntamente com a equipe de produtos da Huawei. Com isso, se espera alicerçar os conhecimentos em FTTH nos profissionais do IFAM.

Outras iniciativas da Huawei

Bruno Zitnick comentou que a Huawei esteve em reunião com o governador do Amazonas, Wilson Lima, e o secretário do meio ambiente, Eduardo Costa Taveira para tratar do desenvolvimento de uma solução que identifica queimadas e desmatamento. Para tanto, a solução utiliza imagens de satélite e inteligência artificial e deve ser entregue ao Amazonas em agosto. A Huawei também está trabalhado em outra tecnologia para detectar lixos em rios e afluentes.

A fabricante também entregou hoje 200 tablets para a Secretária de Educação do município amazonense Parantins. Segundo o subsecretário, Azamor Paulo Cardoso, os tablets servirão para auxiliar o projeto da secretária Formação Continuada de Ferramentas Digitais e Metodologias Ativas. O programa visa capacitar professores na utilização de ferramentas digitais na sala de aula.

PUBLICIDADE
Anterior Anatel abre debate sobre Manual Operacional do Regulamento de Continuidade
Próximos Falta maturidade tecnológica ao Open Banking