Huawei é proibida de vender equipamentos 5G na Austrália


O governo da Austrália baniu a Huawei do mercado de equipamentos para redes 5G local sob alegação de haver riscos de interferência estrangeira nas comunicações do país. Conforme a agência de notícias Reuters, o movimento se dá após investigações concluídas por órgãos segurança australianos que indicam interferência do governo chinês na companhia.

O banimento não é declarado, no entanto. O governo emitiu uma ordem proibindo o comércio dos equipamentos por “empresas sujeitas a controle de governo estrangeiro”, o que caracterizaria a fabricante chinesa. As regras de segurança nacional impostas às empresas de telecomunicações serão estendidas a partir de agora também aos fornecedores, conforme as autoridades do país.

PUBLICIDADE

A filial da Huawei na Austrália emitiu um comunicado no qual negou qualquer controle do governo chinês sobre suas operações e disse estar “decepcionada” com a proibição, que a seu ver prejudicará os consumidores. A unidade já estava proibida de comercializar, também, equipamentos ópticos.

O porta-voz do governo chinês falou, na China, que a medida é preocupante por ser uma forma de erguer barreiras artificiais e autorizar práticas discriminatórias usando-se como desculpa a segurança nacional. Acenou, ainda, com retaliações. A China é hoje o maior parceiro comercial, em volume financeiro, da Austrália, de quem compra mais de 30% das exportações.

Anterior Big Data e Analytics, essenciais para alimentar 9 bilhões de pessoas em 2050, diz Embrapa
Próximos Cobertura da frequência de 450 MHz chega a 38 Km em campo