PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Competição

Highline compra torres de Algar e Vogel Telecom

Para órgão antitruste, operação não traz prejuízos ao ambiente concorrencial

Cade aprova venda de torres da Algar para a Highline/Crédito: Freepik

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra das torres de telecomunicação de Algar e Vogel pela NK 108, empresa detida pela Highline. O valor do negócio não foi divulgado.

A Superintendência-Geral do Cade considerou que o market share conjunto das duas empresas no mercado de torres situa-se abaixo de 20%, e conclui que a operação de venda não vai acarretar prejuízos ao ambiente concorrencial. Com isso, concordou com aprovação do negócio tratando-o como procedimento sumário. Dessa forma, o processo não precisará passar pelo tribunal do órgão antitruste.

Como justificativa para a realização da operação, a Algar, controladora da Vogel, afirma que a venda “viabilizará e possibilitará a realocação de recursos e a concentração de esforços em outros projetos estratégicos de seu interesse”.

Em 2015, a Algar Telecom concluiu o trâmite para ceder 125 torres à empresa Highline Infraestrutura de Telecomunicações. À época, a Highline ainda era de outro dono, o Fundo Pátria. O acordo deu à empresa de provedora independente de infraestrutura ativa para telecomunicação o direito de exploração das torres por dez anos.

O acordo, aprovado por autoridades brasileiras, previa o pagamento de R$ 64 milhões à Algar pelo negócio, que continuaria a utilizar os equipamentos – o valor do aluguel não foi revelado. Foram cedidas 125 torres.

A Highline, por sua vez, está em meio a outro grande negócio: a compra das torres fixas da Oi, pelo qual desembolsará pouco mais de R$ 1 bilhão. A aquisição neste caso foi homologada pela Justiça, mas ainda aguarda aval de Cade e Anatel.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Chatbot com IA da Mundiale automatiza vendas dos ISPs em até 84%
ISPs ainda podem contar com envio automatizado de boleto com régua de cobrança para reduzir a inadimplência e com gerenciamento fim-a-fim.