HBO sai do ar em TV paga nos EUA e acende críticas à fusão entre AT&T e TimeWarner


A produtora e programadora de conteúdo televisivo HBO foi desligada da grade da operadora Dish na última semana, nos Estados Unidos, acendendo uma onda de críticas à fusão entre AT&T e TimeWarner (dona da HBO).

Segundo a AT&T, o canal, juntamente com o Cinemax, foi retirado do ar porque a Dish não chegou a um acordo sobre o preço do licenciamento do conteúdo. A Dish, por sua vez, acusa a AT&T de usar seu poder econômico para elevar os custos de carregamento da HBO.

PUBLICIDADE

A AT&T afirma, ainda, que a Dish tem longo histórico de jogar o consumidor contra os produtores, retirando canais do ar em períodos de negociações a fim de derrubar os preços. Acrescenta que a Dish trabalha junto com o Departamento de Justiça para impedir a fusão com a TimeWarner.

Atualmente, o Departamento de Justiça (DoJ) aguarda o julgamento de uma apelação para vetar a união das empresas. Um porta-voz do DoJ atiçou mais o fogo afirmando que o comportamento da AT&T é “consistente com o que o DoJ previra como resultado da fusão”.

A WarnerMedia, dona da HBO, por sua vez afirmou que propôs prolongar temporariamente o último contrato firmado com a Dish para manter os canais no ar enquanto corresse a negociação. Mas a Dish recusou tal oferta.

Aqui no Brasil, a fusão entre AT&T e TimeWarner ainda passa pelo escrutínio das autoridades. O caso ainda será votado pelo conselho diretor da Anatel e analisado pela Ancine. (Com agências internacionais)

Anterior Operadoras vão faturar US$ 300 bilhões ao ano com 5G em 2025
Próximos Trump prepara ação antitruste contra empresas de internet